Cassilândia, Quarta-feira, 13 de Dezembro de 2017

Últimas Notícias

06/05/2005 12:51

Funasa diz que alimentos não estavam encalhados

Fernanda Mathias / Campo Grande News

O coordenador de ações de saúde da Funasa de Dourados, Antônio Costa, argumenta que, diferente das denúncias veiculadas pela imprensa, não houve atraso na distribuição de alimentos aos índios. Ele diz que os alimentos chegaram a Dourados na segunda quinzena de abril e começaram a se distribuídas no dia 2 de maio, seguindo cronograma organizado pela fundação. Costa garante que a família apresentada em reportagem do Jornal Nacional, na última quarta-feira, não faz parte do programa de reforço e por isso não recebe cestas básicas do MDS (Desenvolvimento Social), dentro do programa Fome Zero Indígena. As denúncias motivaram decreto de intervenção nas aldeias de Dourados, ontem, pelo presidente Luiz Inácio Lula da Silva.
Na lista da Funasa, 464 crianças estão inscritas e recebem os alimentos duas vezes ao mês, para otimizar o uso do suprimento. No dia 25 deste mês, uma nova remessa deve ser entregue aos índios. Na segunda-feira, quando chega em Dourados a comissão federal que será nomeada pelo presidente Lula para avaliar as condições das aldeias, será definido com quem fica a responsabilidade pela distribuição dos alimentos a partir de agora, com Funai ou Funasa. A Funai, destaca Costa, não tem pessoal para montar e entregar cestas.

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
imagem transparente
Últimas notícias
Scroller Top
Quarta, 13 de Dezembro de 2017
10:00
Receita do dia
Terça, 12 de Dezembro de 2017
20:48
Loteria
Segunda, 11 de Dezembro de 2017
20:42
Loteria
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)