Cassilândia, Sábado, 16 de Dezembro de 2017

Últimas Notícias

13/11/2004 07:58

Fronteira seca será alvo de combate ao tráfico de mulher

Norma Nery/ABr

O Brasil vai começar a mapear o esquema de tráfico de mulheres nas regiões de fronteira seca. Ainda este ano, o ministério da Justiça fará uma pesquisa sobre a questão em parceria com o governo do Rio Grande do Sul. A informação foi dada pela coordenadora do Programa Global de Prevenção ao Tráfico, do Ministério da Justiça, Marina Pereira Pires de Oliveira, ao participar da XII Reunião Especializada da Mulher do Mercosul, no Palácio do Itamaraty.

"O projeto piloto ainda não atua nas fronteiras mas a nossa intenção é expandir isso. Como a a gente começou agora, a fronteira é o lugar mais difícil de trabalhar porque o Brasil tem milhares de quilômetros de fronteira seca. E isso é complicado porque a travessia é facílima. Nessas fronteiras tem também o outro lado da moeda, como mulheres da Bolívia que são exploradas no Brasil, principalmente no Mato Grosso do Sul", explicou.

Outra pesquisa será realizada no aeroporto de Guarulhos, em São Paulo, onde chegam brasileiras que foram exploradas no exterior. O objetivo é conhecer todo o processo que envolve o tráfico. O programa Global de Prevenção ao Tráfico de Seres humanos foi lançado no final do ano passado e está em fase de montagem de escritórios estaduais de atendimentos às vitimas de exploração.


Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
imagem transparente
Últimas notícias
Scroller Top
Sexta, 15 de Dezembro de 2017
10:00
Receita do dia
Quinta, 14 de Dezembro de 2017
21:14
Loteria
10:00
Receita do dia
Quarta, 13 de Dezembro de 2017
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)