Cassilândia, Domingo, 25 de Outubro de 2020

Últimas Notícias

17/05/2020 17:00

Frigoríficos na pandemia: MS é o estado com mais estabelecimentos paralisados

São 11 estabelecimentos da indústria de produção de alimentos de origem animais com atividades suspensas para evitar a disseminação do coronavírus

Midiamax
Frigoríficos na pandemia: MS é o estado com mais estabelecimentos paralisados

No cenário brasileiro, Mato Grosso do Sul é o estado com maior número de estabelecimentos da indústria de produção de alimentos de origem animal paralisados devido ao coronavírus. Segundo relatório do Ministério da Agricultura, 11 frigoríficos e outros estabelecimentos suspenderam as atividades para minimizar a disseminação do vírus.

Em MS, até o dia 8 de maio, seis abatedouros frigoríficos de bovinos, um de aves, duas unidades de beneficiamento de pescado e duas de carnes foram paralisadas. Juntos, os estabelecimentos representam 26% do total de suspensão de atividades deste setor em todo território brasileiro.

Os outros estado que possuem paralisações são: Amazonas com um estabelecimento paralisado; Goiás com três; Minas Gerais com um; Mato Grosso com dez; Pará com seis; Paraná com um, Rio Grande do Sul com cinco; São Paulo com dois; e Tocantins com um estabelecimento com suspensão das atividades. O ministério também disponibilizou um manual de recomendações para frigoríficos brasileiros evitarem a transmissão do coronavírus dentro dos estabelecimentos.

Rápida disseminação
Em Mato Grosso do Sul, a cidade mais afetada após casos de coronavírus em frigoríficos é Guia Lopes da Laguna. O município notificou o primeiro caso da doença no dia 05 de maio, a vítima seria um motorista de um frigorífico.

Após 12 dias, a cidade já ocupa o título de maior incidência do estado. Segundo boletim da SES (Secretaria de Estado de Saúde), deste domingo (17), são 990,4 casos a cada 100 mil habitantes.

O número de pessoas infectadas na cidade chega a 98, segundo maior índice de casos de MS. Como forma de contenção, o prefeito do município decretou lockdown e reforçou a conscientização nas redes sociais.

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
imagem transparente
Últimas notícias
Scroller Top
Domingo, 25 de Outubro de 2020
Sábado, 24 de Outubro de 2020
Sexta, 23 de Outubro de 2020
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)