Cassilândia, Quinta-feira, 14 de Dezembro de 2017

Últimas Notícias

10/11/2013 21:41

Fraude a vestibular de Medicina é descoberta e 23 pessoas são detidas

Helton Verão, Campo Grande News

Um grupo de 23 pessoas foi detido na manhã deste domingo (10) suspeito de tentar fraudar a prova do vestibular para o curso de Medicina da Universidade Anhanguera-Uniderp. Eles estavam com pontos eletrônicos, entre outros dispositivos escondidos pela roupa. Entre os detidos, um adolescente de 17 anos. O outros 22 tem idades entre 18 e 27 anos.

Professores e alunos do curso de Medicina da faculdade participaram da fiscalização que tirou fotos de todos os candidatos e após as duas primeiras horas de prova, quando as primeiras pessoas queriam sair, os portões da faculdade foram fechados e obrigou a todos passarem pelo exame de otoscopia, que avalia visualmente o canal auditivo externo e do tímpano efetuado com a ajuda de instrumentos específicos.

De acordo com o coordenador de planejamento de curso, Antônio Carlos Carbonaro Salles, o esquema de fiscalização foi proposto por professores do curso que vem ao longo dos anos questionando o rendimento dos alunos no curso. “Eles não apresentavam um bom desempenho no curso depois que ingressavam. Então propusemos um sistema de fiscalização para saber se as pessoas que faziam as provas eram as mesmas que ingressavam no curso ou se não utilizavam de esquema. Ele foi aceito pela faculdade, tanto que um segundo edital foi publicado”, revelou.

Através de uma foto tirada de cada candidato ao entrar na sala, além da revista “severa”, professores e alunos da instituição iniciaram a fiscalização. “Eles utilizam pontos impossíveis de serem vistos a olho nu. Então fechamos os portões e fizemos 100% dos candidatos a passarem pelo exame de otoscopia. Alguns participantes do esquema chegaram ao local da prova, viam o esquema de fiscalização e antes mesmo de começar iam embora, então prova que inibiu”, ressalta o professor Carbonaro.

O professor cita que alguns teriam pago antecipadamente até R$ 12 mil para participar do esquema. “Eles contratam pessoas que são boas em cada área, elas entram, fazem a parte deles rapidamente e quando marcam as duas horas saem e repassam o gabarito a um central”, explica o Antônio Carlos.

Os candidatos informaram que pagaram pelos pontos eletrônicos valores entre R$ 1,8 mil e R$ 5 mil. Os suspeitos foram levados a Depac (Delegacia de Pronto Atendimento Comunitário) do Centro, onde será investigado.

Eles serão enquadrados no Artigo 311-A, que prevê que utilizar ou divulgar, indevidamente, com o fim de beneficiar a si ou a outrem ou de comprometer a credibilidade do certame, conteúdo sigiloso como de concursos públicos; avaliação ou exames públicos; processo seletivo para ingresso no ensino superior ou exame ou processo seletivo previsto em lei. A pena pode variar dede 1 (um) a 4 (quatro) anos, e multa.

A faculdade divulgou nota sobre o ocorrido, confira ela na íntegra:

A Universidade Anhanguera-Uniderp esclarece que durante o processo seletivo 2014/01, realizado na manhã deste domingo (10/11), foram identificados candidatos tentando fraudar a prova para o curso de Medicina. A Polícia Militar foi acionada e os suspeitos encaminhados para a delegacia.

Primando pela segurança e confiabilidade do processo seletivo, a Universidade utiliza vários procedimentos para evitar qualquer tipo de fraude, do início ao fim do vestibular. Entre os meios utilizados estão detectores de metais e registro fotográfico de cada candidato com o seu documento de identificação; fiscais treinados para monitoramento (incluindo médicos professores e acadêmicos do curso de Medicina), proibição de qualquer tipo de acessório durante toda a duração do vestibular, além da realização de exame de otoscopia (exame do canal auditivo externo e do tímpano efetuado com a ajuda de instrumentos específicos), com o intuito de identificar pontos eletrônicos.

A Universidade repudia qualquer ato criminoso e está à disposição das autoridades para contribuir com o processo de investigação.

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
imagem transparente
Últimas notícias
Scroller Top
Quarta, 13 de Dezembro de 2017
10:00
Receita do dia
Terça, 12 de Dezembro de 2017
20:48
Loteria
Segunda, 11 de Dezembro de 2017
20:42
Loteria
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)