Cassilândia, Terça-feira, 06 de Dezembro de 2016

Últimas Notícias

06/06/2016 13:15

Fotogaleria - Morre Hélio Garcia

Pedro Peduzzi – Repórter da Agência Brasil
Foto: MG.Gov.Foto: MG.Gov.

Morreu na madrugada de hoje (6), aos 85 anos, o ex-governador de Minas Gerais e ex-prefeito de Belo Horizonte, Hélio Garcia. Ele estava internado desde 28 de maio no Hospital da Unimed, onde fazia tratamento contra uma embolia pulmonar.

Nascido em 16 de março de 1931, Hélio Garcia foi prefeito de Belo Horizonte entre 1983 e 1984, ano em que foi eleito governador de Minas Gerais para mandato até 1987. Em 1991 foi novamente eleito governador do estado, para um mandato que durou até 1995, quando foi sucedido por Eduardo Azeredo (PSDB).

Garcia teve passagens por seis partidos: UDN, Arena, PP, PMDB, PRS e PTB. Foi um dos principais articuladores para a formação da Aliança Democrática, uma coligação que envolveu o PMDB e a Frente Liberal, que na época era uma dissidência que agrupava integrantes do PDS e da antiga Arena, e que posteriormente formou o PFL e, mais recentemente o DEM. Foi a partir da Aliança Democrática que a candidatura de Tancredo Neves se consolidou.

Por meio de nota, o Hospital Unimed informou que o ex-governador deu entrada na Unidade Contorno no último dia 28, com “quadro de pneumonia comunitária grave, vindo a falecer em 6 de junho, em decorrência de insuficiência respiratória”.

Edição: Maria Claudia

Leia o que fala o Portal do Governo de Minas Gerais sobre Hélio Garcia


Hélio de Carvalho Garcia
Hélio de Carvalho Garcia (1º mandato: 14/08/1984 a 15/03/1987 e 2º mandato: 15/03/1991 a 01/01/1995)
Natural de Santo Antônio do Amparo (MG), nasceu em 16 de março de 1931. Filho de Júlio Garcia e Carmelita Carvalho Garcia
Formação: Bacharel em Direito pela Universidade Federal de Minas Gerais

Atividades
Advogado - 1958
Deputado Estadual - 1963
Deputado Federal - 1971
Presidente da Caixa Econômica de Minas Gerais - 1975
Vice-governador - 1983 a 1984
Governador - 1984 a 1985 e 1991 a 1994
Prefeito de Belo Horizonte - 1983 a 1984
Trajetória
O jovem garoto de poucas palavras e de pensamentos complexos formou-se em Direito em 1957 e se viu à frente da política logo cedo. Com 32 anos, elegeu-se deputado estadual. Era conhecido por pensar demais e não saber expressar-se muito bem. Antes de tomar qualquer decisão, Garcia mergulhava-se em seus pensamentos e analisava tudo a sua volta. Quando a decisão estava tomada, ele comunicava aos seus correligionários e cabia a eles a interpretação de suas idéias.

Sua carreira política foi interrompida três vezes, em todas as ocasiões, ele abandonou a vida pública para recolher-se na sua fazenda "Santa Clara", em Santo Antônio do Amparo. A primeira vez que esse fato ocorreu foi após ter concluído seu mandato como deputado federal, em 1971. Garcia passou quatro anos enclausurado em seu recinto natural, até que em 1975 voltou e presidiu a Caixa Econômica de Minas Gerais. Em 1982, elegeu-se vice-governador, chapa de Tancredo Neves. No ano seguinte, Tancredo nomeou Garcia para acumular o cargo de vice-governador e de prefeito de Belo Horizonte. Deixou o governo em 1988 para descansar novamente em seu "refúgio espiritual" de 2 mil hectares, onde passou os últimos dois anos desfrutando os encantos de sua fazenda "Santa Clara".

O fazendeiro voltou para a política em 1990 e ganhou o Governo de Minas. Ao final do mandato, voltou novamente para sua fazenda, onde ficou mais quatro anos em silêncio. Em 1998, decidiu tentar uma vaga ao Senado, mas desistiu no início da campanha ao perceber que estava sendo traído por antigos aliados. Retornou à fazenda e abandonou o cenário político.

A partir de 2004, Garcia começou a apresentar problemas de saúde, como má circulação que ocasionava dores nas pernas e dificuldades de locomoção, inflamação dos pulmões e lapsos de consciência. Esses e outros problemas se agravaram nos últimos anos. Atualmente o ex-governador apresenta dificuldades em reconhecer pessoas próximas e raramente deixava sua fazenda em Santo Antônio do Amparo.

 

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
Últimas notícias
Scroller Top
Terça, 06 de Dezembro de 2016
Segunda, 05 de Dezembro de 2016
21:32
Loteria
13:15
Cassilândia
09:00
Maternidade
Domingo, 04 de Dezembro de 2016
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)