Cassilândia, Domingo, 17 de Dezembro de 2017

Últimas Notícias

26/10/2009 17:14

Fósforo pode auxiliar cultivo de soja

Agência Notisa

Pesquisa mostra que a suplementação de fósforo na adubação de cultivares específicos resulta em redução parcial dos efeitos da deficiência hídrica.



De acordo com estudo realizado por pesquisadores da Universidade do Oeste Paulista (Unoeste), a suplementação de fósforo na adubação de G. max do cultivar 'Embrapa 48' pode resultar em redução parcial dos efeitos da deficiência hídrica. No entanto, em relação à biomassa do sistema radicular, foi detectado pela pesquisa um efeito mitigador da substância nas plantas com deficiência hídrica. O trabalho foi realizado por Rérold Samuel Firmano, do Laboratório de Ecofisiologia Vegetal (Ecolab) da Unoeste, e colegas, e foi veiculado na edição de outubro de 2009 da Ciência Rural.



Para colheita de dados, os pesquisadores declaram que foi conduzido um experimento que avaliou “a cultivar 'Embrapa 48' (Glycine max (L.) Merr.), que é proveniente do cruzamento entre Davis x Paraná x IAS 4 x BR 5”. A variedade, segundo eles, “tem crescimento determinado e maturação superprecoce, com ciclo médio de 115 dias, além de possuir resistência e tolerância a diversas doenças (Embrapa Soja, 2007)”. Detalhando o experimento eles comentam que “após o estabelecimento das plântulas, mantidas até então sob irrigação com 100% de reposição da água evapotranspirada, foi realizado um desbaste deixando apenas uma planta por vaso. Após a formação do primeiro par de folhas totalmente expandidas, foi iniciado o processo de indução de deficiência hídrica a partir da evaporação de um minitanque Classe A. As plantas em cada tratamento foram separadas em grupos, recebendo 100% ou 25% de reposição da água evapotranspirada diariamente”.



Entre os resultados do levantamento, Rérold e colegas revelam que “de forma geral, um aumento da suplementação de fósforo (P), sobretudo com a aplicação do equivalente a 200kg ha-1 de P, tendeu a aumentar a biomassa nas plantas que receberam reposição de 100% da água evapotranspirada. Entretanto, entre as plantas cultivadas sob deficiência hídrica, não houve diferença significativa entre a produção de biomassa das partes analisadas em resposta às doses de P, exceto em relação à biomassa da raiz onde as plantas que foram suplementadas com P apresentaram valores significativamente maiores em relação às plantas sem adição de P”. Eles acrescentam: “todavia, isso não impediu uma redução de biomassa em relação às plantas bem irrigadas”.



Os pesquisadores afirmam que “a hipótese de que o fósforo poderia atuar com um agente mitigador dos efeitos da deficiência hídrica sobre o crescimento e a fotossíntese de soja da cultivar 'Embrapa 48' foi parcialmente corroborada. A suplementação de P contribuiu para mitigar os efeitos da deficiência hídrica em relação à assimilação líquida de CO2, comparado-se com plantas que não receberam P adicional”; mesmo assim, “tais efeitos não foram suficientes para conferir maior estabilidade à produção de biomassa nas vagens. Por outro lado, houve uma tendência de uma maior estabilidade na biomassa do sistema radicular, nas plantas suplementadas com P”, concluem.

Para ler o artigo na íntegra, acesse http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0103-84782009000700003&lng=en&nrm=iso&tlng=pt














O Cassilândianews não se responsabiliza por artigos ou informações com autoria

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
imagem transparente
Últimas notícias
Scroller Top
Sábado, 16 de Dezembro de 2017
Sexta, 15 de Dezembro de 2017
10:00
Receita do dia
Quinta, 14 de Dezembro de 2017
21:14
Loteria
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)