Cassilândia, Sábado, 10 de Dezembro de 2016

Últimas Notícias

29/01/2006 10:08

Fórum diverge sobre adotar ou não um plano de ações

Daniel Merli/ABr

Caracas (Venezuela) - O debate sobre o Fórum Social Mundial adotar ou não um plano de ações foi constante nestes últimos quatro dias. Ontem (28) o tema voltou à agenda e acirrou ânimos. Em um debate sobre a organização do Fórum, a idéia foi defendida pelo jornalista Roberto Savio, da agência de notícias IPS (da sigla em inglês International Press Service), que tem assento no Conselho Internacional do Fórum. A socióloga peruana Virgínia Vargas, por sua vez, criticou a idéia. Ela também participa do conselho, representando a rede feminista MarcoSul.

Virgínia lembra que a Assembléia Mundial dos Movimentos Sociais, que ocorre todos os anos dentro do Fórum, já adota um plano de ações. A socióloga afirma que, se todos os participantes do Fórum tivessem de definir um plano de ações, o Fórum se "transformaria em um ator político" e haveria risco de perder a diversidade do encontro.

Savio, no entanto, defendeu que o Fórum encare mais fortemente o tema da política. "Isso não quer dizer que vamos trazer políticos aqui, mas que vamos dialogar com eles lá fora e apresentar nossas demandas", defendeu. "Mas sei que essa é uma posição pessoal minha e minoritária dentro do Conselho Internacional".

A proposta do plano de ações foi defendida na sexta-feira (27), pelo presidente venezuelano Hugo Chávez, em seu discurso como convidado da Assembléia dos Movimentos Sociais. A idéia havia sido apresentada na edição de janeiro do jornal francês Le Monde Diplomatique, por Ignacio Ramonet. O jornalista espanhol foi autor do artigo cujo título virou lema do Fórum: "Outro mundo é possível".

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
Últimas notícias
Scroller Top
Sábado, 10 de Dezembro de 2016
10:00
Receita do dia
Sexta, 09 de Dezembro de 2016
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)