Cassilândia, Quarta-feira, 26 de Abril de 2017

Últimas Notícias

29/01/2006 10:08

Fórum diverge sobre adotar ou não um plano de ações

Daniel Merli/ABr

Caracas (Venezuela) - O debate sobre o Fórum Social Mundial adotar ou não um plano de ações foi constante nestes últimos quatro dias. Ontem (28) o tema voltou à agenda e acirrou ânimos. Em um debate sobre a organização do Fórum, a idéia foi defendida pelo jornalista Roberto Savio, da agência de notícias IPS (da sigla em inglês International Press Service), que tem assento no Conselho Internacional do Fórum. A socióloga peruana Virgínia Vargas, por sua vez, criticou a idéia. Ela também participa do conselho, representando a rede feminista MarcoSul.

Virgínia lembra que a Assembléia Mundial dos Movimentos Sociais, que ocorre todos os anos dentro do Fórum, já adota um plano de ações. A socióloga afirma que, se todos os participantes do Fórum tivessem de definir um plano de ações, o Fórum se "transformaria em um ator político" e haveria risco de perder a diversidade do encontro.

Savio, no entanto, defendeu que o Fórum encare mais fortemente o tema da política. "Isso não quer dizer que vamos trazer políticos aqui, mas que vamos dialogar com eles lá fora e apresentar nossas demandas", defendeu. "Mas sei que essa é uma posição pessoal minha e minoritária dentro do Conselho Internacional".

A proposta do plano de ações foi defendida na sexta-feira (27), pelo presidente venezuelano Hugo Chávez, em seu discurso como convidado da Assembléia dos Movimentos Sociais. A idéia havia sido apresentada na edição de janeiro do jornal francês Le Monde Diplomatique, por Ignacio Ramonet. O jornalista espanhol foi autor do artigo cujo título virou lema do Fórum: "Outro mundo é possível".

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
imagem transparente
Últimas notícias
Scroller Top
Quarta, 26 de Abril de 2017
Terça, 25 de Abril de 2017
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)