Cassilândia, Segunda-feira, 18 de Dezembro de 2017

Últimas Notícias

14/01/2008 18:28

Formigas carnívoras atacam cidade do Amazonas

Sâmia Mendes /Repórter da Rádio Nacional da Amazônia

Brasília - Os moradores do Novo Aripuanã (AM), a 220 quilômetros de Manaus, estão tendo de mudar os hábitos para não serem mordidos pelas formigas carnívoras que se alastram pela cidade. Os quintais que eram utilizados para roças foram praticamente abandonados. Grilos, lagartos e ratos estão desaparecendo da cidade. Agora, atividades simples, como brincadeiras no pátio e conversas embaixo das árvores, representam risco à população.

As formigas que estão causando transtornos em Novo Aripuanã são chamadas formigas de fogo ou lava-pés. A primeira colônia chegou em toras de madeira que desceram das cabeceiras de rios. Os primeiros ninhos das formigas foram percebidos no bairro Nossa Senhora da Conceição.

Vítima dos insetos, o bancário Raimundo Nonato afirma que 80% da cidade está infestada pelas formigas. “Elas atacam principalmente os animais domésticos –cachorro, cato, galinha. É difícil a gente ter esses animais porque elas atacam”, afirma. Segundo ele, as formigas não poupam nem os humanos. “Está uma coisa horrível, a qualquer momento, elas estão no pé da gente", reclama.

O agrônomo da Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa) Marcos Garcia esteve no município. Segundo ele, as formigas são nativas da região. Garcia diz que as condições da zona urbana favorecem a proliferação dos insetos e orienta a população a acondicionar o lixo de forma adequada. "É uma espécie de formiga que aproveita todo tipo de material orgânico. Por exemplo, resto de peixe, ossos, carne em geral são consumidos por essas formigas", explica.

Para evitar o acúmulo de lixo, o prefeito de Novo Aripuanã, Geramilton de Menezes, outra vítima das formigas, explicou que várias campanhas de limpeza já foram feitas para acabar com a praga. Geramilton disse que não sabe como conter as formigas. "Estou preocupado. Já estamos alcançando uma calamidade pública”, alega. “Precisamos mesmo de um apoio e de uma ajuda melhor para que possamos eliminar as formigas."

Esta não é a primeira vez que amazonenses sofrem com ataques de formigas. Em diferentes épocas, três outros municípios do estado tiveram experiências semelhantes: Eurinepé, Envira e Novo Airão.


Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
imagem transparente
Últimas notícias
Scroller Top
Domingo, 17 de Dezembro de 2017
10:00
Receita do dia
Sábado, 16 de Dezembro de 2017
Sexta, 15 de Dezembro de 2017
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)