Cassilândia, Quarta-feira, 07 de Dezembro de 2016

Últimas Notícias

03/10/2011 14:26

Fogos de artifício: cerca de 20% dos acidentes afetam os olhos

*Renato Neves

Encerramento de competições e shows, finais de campeonatos de futebol, festas de aniversário, Natal e Fim de Ano. O povo já se acostumou com apresentações pirotécnicas de encher os olhos de alegria. O problema é que, quando atingem realmente os olhos, os fogos de artifício podem causar perda de visão unilateral. Em 3,5% dos casos, de acordo com o United States Eye Injury Registry – órgão que reúne dados de todos os estados americanos acerca de acidentes oculares –, as vítimas ficam completamente cegas. Detalhe: cerca de 20% dos acidentes afetam os olhos e 65% deles ocorrem em ambiente familiar, com pais, filhos e amigos reunidos.



“Ainda que parcial, a perda da visão devasta completamente a vida das pessoas – tanto da vítima, quanto de seus parentes mais próximos – que levam tempo para aceitar os fatos e se acostumar com a nova realidade. O pior é saber que tudo não passou de uma bobagem que poderia ter sido evitada”, diz o doutor Renato Neves, diretor-presidente do Eye Care Hospital de Olhos, em São Paulo.



No Brasil, assim como em diversos países em desenvolvimento, esse tipo de ocorrência atinge mais a população masculina e jovem. Crianças com menos de 15 anos, que normalmente são levadas pelos pais para ver o espetáculo das luzes explodindo no céu, são as vítimas mais frequentes. O tipo que explode em faíscas de vários formatos e cores – levando o nome de estrelinha, rabo de pavão, turbilhão ou mesmo buquê de flores – costuma ser o preferido dos mais jovens, mas responde por 10% das queimaduras.



Apesar da falta de segurança, as pessoas parecem não abrir mão desse tipo de diversão. Por essa razão é que, além de haver uma regulamentação mais rígida para os fogos de artifício, é preciso saber o que fazer em caso de acidentes. O especialista aponta sete medidas fundamentais em caso de acidentes:



1. Busque socorro médico imediatamente após o acidente, nada de tratar em casa;

2. Procure tranquilizar a vítima o máximo que a situação permitir;

3. Quando um ou ambos os olhos forem atingidos, faça o possível para a pessoa não esfregar os olhos. Pressionar o local afetado costuma provocar mais danos do que benefícios;

4. Evite lavar a região afetada, porque, apesar de muito comum, atitudes como essa só pioram o quadro;

5. Igualmente, esqueça pomadas e cremes que só dificultarão ainda mais o trabalho do socorrista;

6. Providencie uma espécie de escudo para proteger os olhos até chegar ao pronto-socorro oftalmológico. Nessas situações, é válido contar até com o auxílio de uma xícara de plástico ou o fundo de uma embalagem pequena de leite;

7. Não dê remédios para dor à vítima sem conhecimento. Alguns componentes costumam afinar o sangue e podem desencadear uma hemorragia.



Neves chama atenção para o uso dos óculos de proteção. “Esses óculos transparentes de segurança, utilizados por universitários ou profissionais, podem não evitar 100% dos incidentes com os olhos, mas são de grande valia. Eles certamente previnem as ocorrências mais graves, como a perda parcial ou total da visão. Sendo assim, sempre que for assistir a um show de pirotecnia, carregue seus óculos de proteção. Vale ressaltar, ainda, que óculos de grau ou de sol não oferecem proteção alguma nesses casos, podendo quebrar e tornar o acidente ainda mais grave”.



Fontes: Dr. Renato Neves, médico oftalmologista, diretor-presidente do Eye Care Hospital de Olhos, em São Paulo – www.eyecare.com.br

http://www.useironline.org/Prevention.htm

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
Últimas notícias
Scroller Top
Quarta, 07 de Dezembro de 2016
10:00
Receita do dia
09:00
Maternidade
03:14
Loteria
Terça, 06 de Dezembro de 2016
10:00
Receita do Dia
09:00
Maternidade
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)