Cassilândia, Segunda-feira, 19 de Agosto de 2019

Últimas Notícias

23/03/2019 15:30

Foco é seguir “rastro” do dinheiro da corrupção, diz novo chefe da PF

Campo Grande News

A prioridade da PF/MS (Polícia Federal de Mato Grosso do Sul) será combater organizações criminosas e o desvio de dinheiro público, afirmou o novo superintendente Cleo Mazzotti que, nesta sexta-feira (dia 22), tomou posse do cargo durante solenidade em Campo Grande.

Sem detalhar o orçamento no qual vai trabalhar, o chefe da Polícia Federal afirmou que a superintendência terá condição de desempenhar com “verba suficiente” e que recursos adicionais serão buscados. “Mas nesse momento, não cabe muito falar em números”. Em 2018, foram destinados R$ 11,7 milhões para o Estado, 20% a menos do que foi enviado à delegacia de Foz do Iguaçu, citou como exemplo.

Em sua gestão, afirma, o foco será a busca do rastro do dinheiro desviado, justamente para acabar com as organizações criminosas - que "sobrevivem" do recurso roubado. “A prioridade é combater o desvio de dinheiro público e as organizações criminosas no seu vértice econômico”.

Ainda durante discurso, Cleo Mazzotti afirmou que a Polícia Federal de Mato Grosso do Sul é a primeira colocada no País em relação às atividades operacionais e exames periciais. Além de combate à corrupção, a PF no Estado mira crimes ambientais, ações contra pedofilia e ainda atua no setor de imigração, acrescentou o novo superintendente.

Mazzotti assume o lugar de Luciano Flores, a quem agradeceu o trabalho feito no Estado. O ex-chefe assume a PF do Paraná. “Mato Grosso do Sul e Paraná serão superintendências irmãs”, disse.

Por sua vez, Luciano Flores afirmou que a Polícia Federal de Curitiba se destaca pela Lava Jato e que o Brasil passa por uma crise nacional de relações institucionais. O que, em sua visão, é natural quando um país tão grande como o Brasil resolve fazer um combate “tão severo” à corrupção. Sobre a nova gestão de MS, afirmou que o Estado será “bem gerido”.

Formado em Direito e pós-graduado em Gestão Pública, Cleo Mazzotti é delegado e há três anos e meio trabalha em MS. É natural do Rio Grande do Sul, começou a carreira em Foz do Iguaçu, passou por Londrina e Curitibá - cidades do Paraná -, até chegar em Campo Grande, em 2015.

‘Lava Jato de MS’ – A respeito da Lama Asfáltica, que em âmbito estadual investiga desvios de dinheiro público assim como a Lava Jato, o novo superintendente afirmou que, a cada nova fase, os materiais apreendidos são analisados.

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
imagem transparente
Últimas notícias
Scroller Top
Domingo, 18 de Agosto de 2019
09:00
Santo do Dia
Sábado, 17 de Agosto de 2019
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)