Cassilândia, Quarta-feira, 23 de Maio de 2018

Últimas Notícias

05/05/2015 15:17

Foco de mormo, a "aftosa dos cavalos", é o 1º confirmado na história de MS

Renata Volpe Haddad, Campo Grande News

O caso de mormo, identificado em um cavalo no início do mês, é o primeiro da história em Mato Grosso do Sul. Segundo o presidente da Iagro (Agência Estadual de Defesa Sanitária Animal e Vegetal), Luciano Chiochetta, as medidas para controlar a bactéria e evitar a contaminação de outros equídeos já estão sendo tomadas. O animal infectado foi sacrificado.

O caso aconteceu no município de Bela Vista- distante 103 km de Campo Grande, no início de abril e o cavalo diagnosticado com a doença foi sacrificado e cremado como medida preventiva. Os demais animais da propriedade estão sendo submetidos a exames de sangue, para saber se o mormo já se espalhou ou não.

De acordo com Chiochetta, exames de sangues colhidos dos outros animais da propriedade ficam prontos em até 72 horas. Já o segundo teste precisa ser feito depois de 45 dias. "Mais um exame tem que ser feito de 45 a 90 dias, mas queremos fazer em 46 dias para que esse problema seja solucionado", explica.

O mormo é uma doença infecto-contagiosa que atinge principalmente equídeos e a única solução é o sacrifício dos animais. Com a possível bactéria em Mato Grosso do Sul, o presidente afirma que o trânsito de equinos no Estado fica mais complicado, porque os donos dos animais precisam fazer o exame. "Com certeza o número de diagnósticos vai dobrar. Essa é uma medida precativa que precisa ser tomada, para que o mormo não seja espalhado, já que o único tratamento é o sacrifício do equino", comenta.

Questionado sobre uma disseminação do vírus no Estado, Chiochetta afirmou que o combate a bactéria não é tão complicado de ser feito. "Temos condições de estabilizar a situação se houver um possível foco do mormo", finaliza.

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
imagem transparente
Últimas notícias
Scroller Top
Terça, 22 de Maio de 2018
10:00
Receita do dia
Segunda, 21 de Maio de 2018
10:00
Receita do dia
Domingo, 20 de Maio de 2018
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)