Cassilândia, Domingo, 04 de Dezembro de 2016

Últimas Notícias

25/05/2016 11:00

Fisiologia do Exercício - Custo Energético Dos Exercícios

Saúde em movimento

Caminhada

A estimativa da energia consumida durante uma caminhada deverá ser desenvolvida em razão da velocidade empregada, da distância percorrida e do peso corporal do indivíduo.

A uma velocidade entre 50 a 100 metros por minuto, ou, de 3 a 6 km/h, deverá ocorrer demanda energética por volta de 0,6 kcal a cada quilômetro percorrido por quilograma de peso corporal (Di Prampero,1986; Webb et alii,1988; citado por Guedes,1995:113). Logo, matematicamente, haverá a seguinte equação:

Custo Energético da caminhada = 0,6 kcal x Distância km x PC kg

Ex.: PC = 80kg
D = 8 km

Custo Energético = 0,6 kcal x 8 km x 80 kg = 384 kcal

A princípio, em velocidades mais baixas, a demanda energética envolvida com a caminhada é menor que com a corrida; entretanto, próximo de 8 km/h a demanda energética da corrida e da caminhada deverá ser bastante semelhante. Acima dessa velocidade, o custo energético da caminhada excede ao da corrida (Thomas & Londeree, 1989).

Corrida

Em velocidades compreendidas entre 8-21 km/h, ou quando o consumo de oxigênio oscila entre 20-80% da capacidade funcional máxima do indivíduo, o custo energético da corrida pode apresentar uma função linear em relação à sua velocidade de execução.

Admitindo-se que o equivalente energético para correr 1 metro/minuto, em um plano horizontal, é de 0,2 ml.(kg.min)-¹, acima do nível de repouso de 3,5 ml de 02 (Bransford & Howley,1977; citado por Guedes,1995:114), ao multiplicar a velocidade de corrida, em metros/min., por 0,2, e adicionar o valor de repouso, obter-se-á o custo de oxigênio da corrida expresso em relação ao peso corporal do indivíduo:

VO2 = 0,2 ml.(kg.min)-¹ x Velocidade m/min + 3,5 ml.(kg.min)-¹

Exemplo:

D = 5.000m

T = 35 minutos

Vel. m/min = 5.000m / 35 min = 143 m/min

VO2 = 0,2 ml.(kg.min)-¹ x 143 m/min + 3,5 ml.(kg.min)-¹ = 32,1 ml.(kg.min)-¹

O oxigênio consumido, expresso em litros, corresponde a 5 kcal de energia.

1 L = 5 kcal

Assim, ao corrigir o custo de oxigênio pelo peso corporal e pelo tempo de duração da corrida, ajustando-se as unidades de medida se terá a demanda total da atividade.

Exemplo:

PC = 80 kg

32,1 ml.(kg.min)-¹ x 80 kg
= 2.568 ml/min

2.568 ml/min : 1000 ml
= 2,56 l/min

2,56 l/min x 35 min
= 89,6 l

89,6 l x 5 kcal
= 449,4 kcal

Ciclismo

Tanto na caminhada com na corrida torna-se necessário carregar o próprio peso corporal; logo, o custo energético dessas atividades deverá ser proporcional ao peso corporal apresentado pelo indivíduo. Contudo, na bicicleta ergométrica, o peso corporal é sustentado pelo selim da bicicleta, e o trabalho físico é determinado pela interação entre a resistência de frenagem estabelecida nas rotações dos pedais e a freqüência das pedaladas.

Existem quatro tipos de bicicletas ergométricas no mercado nacional, que apresentam as seguintes características:

Bicicleta com frenagem elétrica - A graduação de carga varia de 0 a 500 Watts.

Bicicleta com frenagem mecânica com resistência de pesos - Varia de 1 a 7 kg.

Bicicleta com frenagem mecânica com resistência do ar - Uma roda de bicicleta, com aros em forma de pás, que oferecem uma resistência ao ar progressivamente maior, conforme a força de pedalagem e o ângulo de localização.

Bicicleta com frenagem iônica - Seu mecanismo de funcionamento baseia-se na relação iônica de dois imãs.

Nas bicicletas de frenagem mecânica, onde a resistência do sistema é gerada por fricção, a tensão dos pedais é medida em quilogramas e a roda dianteira movimenta-se 6 metros a cada rotação dos pedais.

O trabalho físico deverá ser expresso em quilogrâmetros por minuto - kgm/min.

Ex.: 50 rpm x 1kg x 6 m = 300 kgm/min

Ex.: 50 rpm x 3kg x 6 m = 900 kgm/min

Nos modelos de frenagem elétrica a resistência dos pedais é oferecida por um sistema de frenagem provocado por um campo eletromagnético. É expresso em Watts, e a freqüência de pedaladas deverá permanecer mais ou menos constante entre 50 e 60 rpm.

1 watts = 6,12 kgm

O volume de O2 consumido numa atividade de bicicleta estacionária pode ser expresso pela equação:

VO2(ml/min) = Trabalho Físico (kgm/min) x 2,0 ml O2/kgm + 300 ml/min.

Natação

A demanda energética na natação, a princípio, depende da duração e da velocidade do nado e do estilo empregado; porém, a habilidade com que o indivíduo consegue nadar é fundamental.

Em comparação com as atividades físicas não-aquáticas, a natação é um exercício físico de maior demanda energética.

O custo energético para nadar determinada distância pode ser cerca de 4 vezes maior do que para correr a mesma distância (Mcardle et alli,1992).

As mulheres são 30% mais econômicas quanto ao dispêndio energético nas atividades de natação do que os homens devido à maior quantidade de gordura, que facilita a flutuabilidade do corpo na posição horizontal (Holmer,1979; citado por Guedes,1995).

Equação para Estimativa da Demanda Energética na Prática da Natação (Di Prampero,1986):

Mulheres

Demanda Energética (kcal) = 0,151 x SC (m²) x Distância (m)

Homens

Demanda Energética (kcal) = 0,210 x SC (m²) x Distância (m) .

Aeróbica

A demanda Energética na ginástica aeróbica é estimada em torno de 0,130 kcal por quilograma de peso corporal a cada minuto (Ignabugo & Gutin,1978; Léger,1982; Nelson et alii,1988; Parker et alli,1989).

Demanda Energética = massa corporal kg x tempo(min) x 0,13 kcal = kcal

Hidroginástica

Demanda Energética = 0,070 kcal por quilograma de peso corporal a cada minuto.

Demanda Energética = massa corporal kg x tempo(min) x 0,070 kcal = kcal

Fonte:Prof. Ms. Jeferson Macedo Vianna
Fone: (32) 3236-1081 / 9987-5089
e-mail: jeferson_vianna@uol.com.br
jvianna@faefid.ufjf.br

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
Últimas notícias
Scroller Top
Domingo, 04 de Dezembro de 2016
09:00
Maternidade
Sábado, 03 de Dezembro de 2016
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)