Cassilândia, Quinta-feira, 08 de Dezembro de 2016

Últimas Notícias

23/08/2013 19:43

Fiscais agropecuários podem paralisar e atrasar abates em MS

Lidiane Kober, Campo Grande News

Depois de declarar estado de mobilização, os fiscais agropecuários do Ministério da Agricultura podem paralisar as atividades em todo o país. A decisão pode atrasar abates em Mato Grosso do Sul e resultar na retenção de mercadorias em portos e aeroportos.

Representante do comando estadual de mobilização, Graciela Bergamaschi informou que a decisão deverá sair segunda-feira (26). “Hoje realizamos assembleias em todo o país e o resultado será anunciado na segunda”, disse. Em Dourados, a reunião encerrou com 60% dos votos contrários a paralisação. Na Capital, a votação terminou empatada.

Segundo Graciela, a mobilização e a possível paralisação é resultado de uma série de insatisfações salariais. Ela informou que o Governo Federal não cumpriu acordo de dar subsídios à categoria sem promover redução salarial. “Abrimos mão de reajuste até 2015 em troca do subsídio, desde que não houvesse perdas, mas o governo não cumpriu a promessa e muita gente saiu prejudicada”, relatou.

A medida, inclusive, está gerando processos judiciais. “A Constituição não permite perdas salariais”, frisou a fiscal. Os profissionais também estão insatisfeitos com o uso do principal cargo da categoria para barganhar apoio. “Tiraram um fiscal de carreira do mais alto cargo para colocar um advogado, indicado pelo PMDB”, reclamou Graciela. Outra reivindicação é promover a categoria de fiscal para auditor.

Além disso, os profissionais alegam falta de condições de trabalho. Após redução do orçamento do Ministério da Agricultura, estaria faltando dinheiro para viajar e promover a fiscalização.

Confirmada a paralisação, Graciela citou como resultado a retenção de mercadorias em portos e aeroportos, a redução das fiscalizações a campo e a redução do número de abates. “Não deverá ocorrer o desabastecimento porque, a princípio, a paralisação será de apenas dois dias”, finalizou.

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
Últimas notícias
Scroller Top
Quinta, 08 de Dezembro de 2016
09:00
Maternidade
Quarta, 07 de Dezembro de 2016
20:20
Loteria
10:00
Receita do dia
09:00
Maternidade
03:14
Loteria
Terça, 06 de Dezembro de 2016
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)