Cassilândia, Quarta-feira, 25 de Novembro de 2020

Últimas Notícias

09/11/2020 17:00

Fiocruz identifica duas linhagens do coronavírus em MS

Pesquisa foi feita com amostras colhidas de pacientes em Corumbá

Midiamax
Fiocruz identifica duas linhagens do coronavírus em MS

Uma pesquisa realizada pela Fiocruz (Fundação Oswaldo Cruz) identificou que há duas linhagens do coronavírus circulando na região pantaneira em Mato Grosso do Sul. A pesquisa foi desenvolvida por meio do diagnóstico molecular, com amostras coletadas no sistema de testes drive-thru na cidade de Corumbá, a 425 km de Campo Grande. A pesquisa mostrou que as linhagens do vírus têm origem na Europa e em países da América, como Brasil, Argentina e Estados Unidos.

A pesquisadora da Fiocruz em MS, Zoraida Fernandes explica que a pesquisa surgiu do interesse em conhecer as características genéricas do vírus que circula em Corumbá e nos municípios próximos. “[Dados podem] fornecer informações importantes sobre a possível origem da transmissão, as diferentes linhagens encontradas na região e, suas mutações, contribuindo dessa forma para as tomadas de decisão nas ações de vigilância em saúde”, disse a pesquisadora.

Duas linhagens do novo coronavírus foram identificadas, o que sugere ao menos duas introduções do SARS-CoV-2 na região de tríplice fronteira entre Brasil, Paraguai e Bolívia. “Essas foram as primeiras sequências do genoma das linhagens do SARS-CoV-2 circulando em Mato Grosso do Sul a serem identificadas e que estarão disponíveis a comunidade científica mundial por bancos de dados internacionais”, explicou a pesquisadora Alexsandra Favacho, da Fiocruz MS.

Conforme informações divulgadas pela Fiocruz, foram identificadas as linhagens de SARS-CoV-2 B.1.1.28 e B.1.1.33. Uma das linhagens é frequentemente encontrada na Europa e se espalhou por todos os continentes, a outra é encontrada no continente americano, principalmente no Brasil, Estados Unidos e Argentina.

O sequenciamento genético das amostras colhidas em Corumbá foi feito em colaboração com duas unidades da Fiocruz. O sequenciamento é importante para entender o comportamento do coronavírus, não apenas as mutações, mas também as consequências do coronavírus na região.

O estudo continua para o mapeamento genético de uma maior quantidade de amostras coletadas desde o início das atividades do drive-thru até o último mês de coleta. O mapeamento vai ajudar a entender a dispersão do vírus na região pantaneira e em Mato Grosso do Sul.

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
imagem transparente
Últimas notícias
Scroller Top
Quarta, 25 de Novembro de 2020
13:28
Luto no Futebol
Terça, 24 de Novembro de 2020
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)