Cassilândia, Segunda-feira, 11 de Dezembro de 2017

Últimas Notícias

17/11/2014 18:13

Fim do veto da China à carne brasileira pode ampliar exportações de MS

Priscilla Peres, Campo Grande News

A agropecuária recebeu mais uma boa notícia nesse fim de semana, que promete aumentar divisas e as exportações do Brasil. O Mapa (Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento) anunciou sábado que o governo da China retirou o embargo e vai voltar a importar carne bovina brasileira.

 

A China já é o maior importador de produtos de Mato Grosso do Sul, sendo que de janeiro a outubro desse ano, comprou US$ 1.378 bilhão do Estado. O volume é tão grande que o segundo no ranking de importadores é a Argentina com US$ 473 milhões no mesmo período. A notícia vem em boa hora para o setor que acumula ganhos no preço da arroba desde o ano passado, devido a um mercado aquecido.

A gestora do Departamento Econômico da Famasul (Federação da Agricultura e Pecuária), Adriana Mascarenhas, afirma que a China tem um grande potencial de consumo e pode ampliar bastante as exportações estaduais. "A carne bovina não é muito consumida lá, mas o poder aquisitivo da população vem aumentando e evidentemente, o consumo também. Sem falar que devido a população ser muito grande, qualquer coisa lá tem um volume muito grande".

De acordo com o Mapa, em 2009, quando o Brasil iniciou as exportações, a China importava US$ 44 milhões em carne bovina do mundo. Deste total, o Brasil respondeu por US$ 2,5 milhões. Em 2012, a China importou de todo o mundo US$ 255 milhões, sendo US$ 37,768 milhões do Brasil. Em 2013, a China importou US$ 1,3 bilhão em carne bovina e o embargo ocorreu por questões de sanidade animal.

Para o presidente da Acrissul (Associação de Criadores de MS), Francisco Maia, quanto mais relações o Estado tiver com outros países melhor para os produtores que passam a depender menos do mercao interno. "Essa é uma extraordinária noticia, por que a china tem a maior população do planeta e embora a carne não seja a proteina preferida deles o consumo tem aumentado constantemente".

O ministro brasileiro, Neri Geller, afirmou que a reabertura desse mercado é um reconhecimento para a qualidade e a segurança do sistema de defesa sanitária animal e vegetal do Brasil. “Somos um dos maiores produtores e exportadores de carne bovina do mundo, certificado pela Organização Mundial da Saúde Animal com o status de risco insignificante para a Encefalopatia Espongiforme Bovina. A decisão do governo da China é o reconhecimento ao nosso rigoroso processo de produção e de fiscalização”, declara.

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
imagem transparente
Últimas notícias
Scroller Top
Domingo, 10 de Dezembro de 2017
10:00
Receita do dia
Sábado, 09 de Dezembro de 2017
09:09
Cassilândia
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)