Cassilândia, Segunda-feira, 24 de Setembro de 2018

Últimas Notícias

13/09/2018 16:00

Filho de deputado paraguaio é acusado de matar brasileiro por ciúmes

Campo Grande News

Anderson Aquino Ortiz, filho de um político de Pedro Juan Caballero, é o principal suspeito pelo assassinato do brasileiro Júlio Cesar Gonçalves, 25, ocorrido na noite de domingo (9) em Sanja Pytã, povoado paraguaio vizinho de Sanga Puitã, no município de Ponta Porã.

Morador de Sinop, cidade localizada a 500 km de Cuiabá, Júlio teria viajado à fronteira para disputar um torneio de futebol amador no ginásio poliesportivo de Sanja Pytã.

Ele participava da comemoração após o torneio quando foi alvejado com cinco tiros no peito e um na cabeça e morreu quando era levado para o hospital de Ponta Porã.

De acordo com policiais paraguaios que investigam o crime, Anderson Ortiz teria cometido o crime por ciúmes de uma mulher. Ele é filho do deputado estadual do Departamento de Amambay Andrés Ortiz Gonzalez, filiado ao Partido Liberal.

Buscas estão sendo feitas desde segunda-feira no povoado paraguaio localizado ao lado de Sanga Puitã, mas Anderson não foi localizado. Ele teria fugido para São Paulo.

Nesta quarta-feira (12), investigadores da Polícia Nacional e a promotora Sandra Diaz fizeram buscas em três casas do povoado, duas de propriedade do deputado Andrés Ortiz e outra pertencente à Claudelina Cáceres Carneiro.

Durante as buscas os policiais apreenderam quatro documentos de posse de armas em nome de Kleber Aquino Ortiz, um cofre, um revólver calibre 32, dois cartuchos de escopeta calibre 12 e 60 cartuchos de calibre 22.

Os policiais foram informados que o cofre era usado para esconder armas de fogo, joias e dinheiro, mas a promotora determinou que a caixa-forte fosse mantida lacrada e seria aberta apenas na frente dos proprietários do imóvel.

Informações que chegaram ao conhecimento dos policiais revelam que Júlio Cesar foi morto por ter se envolvido com a namorada de Anderson Ortiz. O suspeito é considerado foragido e a polícia investiga se outras pessoas tiveram envolvimento no crime.

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
imagem transparente
Últimas notícias
Scroller Top
Domingo, 23 de Setembro de 2018
09:00
Santo do dia
Sábado, 22 de Setembro de 2018
10:00
Receita do dia
Sexta, 21 de Setembro de 2018
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)