Cassilândia, Sábado, 10 de Dezembro de 2016

Últimas Notícias

08/11/2007 18:13

Fetems irá à Justiça para manter eleições para diretor

Humberto Marques/Campo Grande News

Na próxima quarta-feira (14 de novembro), os Sindicatos Municipais de Trabalhadores na Educação promoverão assembléias na presença de professores, pais e responsáveis por alunos para definir um posicionamento acerca da mudança nas regras para eleição de diretores na Rede Estadual de Ensino. A decisão foi tomada na tarde desta quinta-feira (8), em Campo Grande, quando também se decidiu ingressar com uma ação na Justiça para garantir a escolha de diretores por meio de eleição direta.

O encontro foi realizado na Federação dos Trabalhadores na Educação de Mato Grosso do Sul. Segundo o presidente da entidade, Jaime Teixeira, os diretores das escolas estaduais sul-mato-grossenses são escolhidos por eleições diretas há 16 anos. “O processo foi regulamentado por lei no ano passado, mas até então a eleição era feita por decreto”, explicou. Neste ano, a administração estadual pretende aplicar novas regras ao processo de escolha.

Até quarta-feira, irá se buscar apoio nos municípios para manutenção das eleições diretas. “Se até lá o governo não recuar, iremos entrar com uma ação para garantir o cumprimento da lei”, alertou Teixeira. Segundo ele, os critérios adotados pelo governo para o processo são antidemocráticos, incluindo eleição para diretor sem a participação dos pais, além de uma pré-seleção da qual só participação professores e funcionários administrativos e uma prova eliminatória.

“A categoria rejeita totalmente essa proposta. O processo indireto de eleição é retrógrado, e vai transformar o cargo de diretor, novamente, em cargo de confiança”, criticou Teixeira. Além das reuniões nos 69 municípios que são representados na entidade, a Fetems organiza uma audiência pública para a próxima semana, para buscar apoio à manutenção das eleições diretas para Diretor, Diretor-adjunto e Colegiado escolar. A federação também anunciou que poderá realizar um ato público em protesto ao fim do processo eleitoral nas escolas.

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
Últimas notícias
Scroller Top
Sábado, 10 de Dezembro de 2016
10:00
Receita do dia
Sexta, 09 de Dezembro de 2016
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)