Cassilândia, Terça-feira, 12 de Dezembro de 2017

Últimas Notícias

06/03/2007 20:55

Fetems diz que vai à Justiça para ampliar regência

Marta Ferreira/Campo Grande News

A Fetems (Federação dos Trabalhadores em Ensino Público de MS) pretende ir à Justiça para garantir aos professores em atividade a ampliação do adicional de regência escolar, que, por lei, deveria passar de até 80% neste mês para até 100%. De acordo com o presidente da entidade, o acesso on line aos contracheques dos professores mostrou que o valor da regência veio igual ao do mês de janeiro, o que significa que o governo estadual decidiu não cumprir a lei que previa o aumento da regência a partir de fevereiro de 2007.

A regência de classe foi definida por meio da Lei Complementar nº 109 de 27 de dezembro de 2004. Pela legislação, resultado de negociações do governo do PT com a categoria, a regência passou de até 60% para até 80% em fevereiro de 2005. Em 2007, o percentual passaria de 80% para 100%, o que não. A medida afeta 4,5 mil funcionários só em Campo Grande e 27 mil em todo o Estado, conforme o presidente da Fetems, Jaime Teixeira.

De acordo com ele, na sexta-feira estão previstas assembléias dos 79 sindicatos filiados à entidade, para deliberar sobre o assunto. Neste dia, está previsto o depósito dos salários dos servidores. EM reunião realizada na semana passada, a Fetems definiu por apresentação de indicativo de greve, caso a regência não seja paga. Por enquanto, conforme Teixeira, o que está pré-definido é a realização de um ato público em Campo Grande na segunda-feira, em se confirmado o não pagamento da ampliação da regência escolar.

O presidente da Fetems disse ao Campo Grande News que foram protocolados ofícios pedindo audiências com o governador e assessores diretos, como o secretário de Governo, Osmar Jeronymo, e ainda não houve resposta. Segundo ele, a secretária de Educação, Maria Nilene Badeca, foi consultada sobre o assunto e disse que só o governador, que está em Brasília hoje, poderia falar.


Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
imagem transparente
Últimas notícias
Scroller Top
Terça, 12 de Dezembro de 2017
Segunda, 11 de Dezembro de 2017
20:42
Loteria
10:00
Receita do dia
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)