Cassilândia, Sábado, 10 de Dezembro de 2016

Últimas Notícias

15/09/2008 16:06

Fetems discute como defender piso dos professores

Jefferson da Luz/Campo Grande News

Amanhã às 8h30, a Fetems (Federação dos Trabalhadores em Educação de Mato Grosso do Sul) realizará um seminário para discutir a lei federal que instituiu o piso dos professores no valor de R$ 950.

A categoria é a favor do piso, mas está preocupada com possibilidade da lei ter sua constitucionalidade questionada pelo poder público. Durante o evento o assessor técnico de políticas salariais da Confederação Nacional dos Trabalhadores em Educação, Eduardo Ferreira fará uma palestra sobre a constitucionalidade da lei.

Segundo a entidade, a PGE (Procuradoria Geral do Estado) está se preparando para em entrar com uma Adin (Ação Direta de Inconstitucionalidade).

A preocupação do governo seria o aumento de despesa por parte do Estado e municípios, já que a lei, que passa a valer a partir de janeiro de 2008, também prevê maior tempo para os professores em atividades fora de classe, como por exemplo: correção e preparação de provas.

Mesmo que na média, o Estado e os municípios de Mato Grosso do Sul, já paguem a cima do piso, a preocupação seria com o aumento da contratação de professores que a lei deve causar.

A Fetems considera incompreensível, alegar a inconstitucionalidade da lei, como já estão fazendo alguns estados, e prefeituras.

O seminário será realizado no teatro Aracy Balabanian, na rua 26 de agosto.

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
Últimas notícias
Scroller Top
Sábado, 10 de Dezembro de 2016
10:00
Receita do dia
Sexta, 09 de Dezembro de 2016
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)