Cassilândia, Domingo, 20 de Maio de 2018

Últimas Notícias

05/05/2005 15:39

Fetems: comissão contesta na Justiça apreensão de urnas

Fabiana Silvestre / Campo Grande News

Após ter o pedido de reconsideração da sentença negado pelo juiz da Vara Direitos Difusos, Coletivos e Individuais Homogêneos, Dorival dos Santos, a comissão eleitoral que conduziu a eleição da Fetems (Federação dos Trabalhadores em Educação de Mato Grosso do Sul) entrou hoje com agravo junto ao TJ/MS (Tribunal de Justiça de Mato Grosso do Sul).
Conforme o advogado do grupo, Valeriano Fontoura, a intenção é reverter a apreensão das urnas e documentação referente à eleição, realizada no último dia 21 de abril.
“Esperamos que a decisão saia em dois ou três dias”, informa.
Sobre o pedido de reconsideração da sentença do juiz Santos, Fontoura destaca que foi indeferido “por hora”, podendo ser apreciado posteriormente.
O pedido de busca e apreensão das urnas e materiais da eleição atendeu à ação cautelar, com pedido de liminar, do segundo colocado na eleição, José Borges Neto. Ele questiona a legalidade do pleito e o fato de que filiados à entidade inadimplentes puderam votar em Campo Grande. Já os do interior do Estado, segundo ele, teriam sido impedidos.
A Fetems, maior entidade sindical do Estado, representa 25 mil trabalhadores da educação e movimentou, em 2004, cerca de R$ 2,8 milhões.
A eleição ocorrida no dia 14 foi disputada por três chapas e teve uma grande abstenção: só 11,7 mil dos 18 mil eleitores aptos a votar compareceram às urnas. A chapa encabeçada por Jaime Teixeira venceu com 4108 votos; Borges teve 3742 e a professora Antônia Joana da Silva, 2853.

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
imagem transparente
Últimas notícias
Scroller Top
Domingo, 20 de Maio de 2018
15:18
Cassilândia/Itajá
Sábado, 19 de Maio de 2018
10:00
Receita do dia
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)