Cassilândia, Sexta-feira, 18 de Agosto de 2017

Últimas Notícias

08/12/2004 06:32

Ferrugem na soja: monitoramento será iniciado hoje

Cristiane Sandim

Os agricultores do Estado terão a partir de hoje mais um forte aliado na hora de monitorar as lavouras de soja. È que para garantir uma maior produtividade na colheita certos cuidados, principalmente no que diz respeito ao combate a pragas e doenças, são fundamentais. Foi exatamente pensando em cortar custos e aumentar a produção que o Programa Estadual de Monitoramento a Ferrugem da Soja vai inaugurar amanhã (08.12) os primeiros laboratórios de monitoramento a doença no Estado.

De início, dois dos quatro laboratórios já estarão disponíveis aos sojicultores. No município de Naviraí a inauguração vai acontecer a partir das 10h desta quarta-feira na Cooperativa Agrícola Sul-mato-grossense (Copasul). Já em Maracajú a solenidade ficou agendada para a parte da tarde, a partir das 16h na Fundação MS. Participam da solenidade o secretário de Estado da Produção e do Turismo (Seprotur), Dagoberto Nogueira Filho, o diretor da Copasul, Gervásio Kamitani, o presidente da Fundação MS, Nivaldo Kruger, prefeitos dos dois municípios, representantes da Bayer bem como dos demais órgãos parceiros e agricultores locais.

“Com esse projeto Mato Grosso do Sul está se integrando a outros centros produtores de soja, a exemplo da Bahia, que já trabalham com estruturas semelhantes a essa. A partir de agora os profissionais estarão mais preparados para realizar diagnósticos precisos da doença e o agricultor já pode reduzir custos na hora de definir o número de aplicações de defensivos, que é um dos fatores que mais pesa no bolso”, definiu o coordenador de Agronegócios em Agricultura da Seprotur, Fernando Luis Nascimento.

Ainda segundo Nascimento esse tipo de iniciativa agrega valor à classe ruralista, pois contribui com a redução das perdas causada pela doença que em situação de despreparo, por parte do agricultor ou até mesmo da assistência técnica, pode chegar a comprometer uma lavoura inteira. Levando em conta que Mato Grosso do Sul ocupa a quinta colocação no ranking brasileiro no quesito produção de soja – com 3,2 milhões de toneladas espalhadas por 1,7 milhões de hectares – essa falta de “atenção” pode representar um verdadeiro caos.

ESTRUTURA

Coordenado pela própria Seprotur, que conta ainda com grandes parceiros estaduais, municipais e também empresarial, a Bayer Cropscience, o Programa já começou a ampliar o seu leque de atuação: de início produtores e técnicos foram capacitados para monitorar a cultura da soja, posteriormente os laboratoristas, cerca de 20 profissionais, foram treinados para atuarem frente aos laboratórios que serão instalados em Naviraí, Maracajú, Chapadão do Sul e Dourados.

Para custear esse projeto, no que diz respeito aos laboratórios, equipamentos e treinamentos foram investidos cerca de R$ 200 mil, tudo isso a cargo da grande parceria com a Bayer Cropscience. “Sem parceria não vamos a lugar nenhum. Por isso, a exemplo da Bayer, estamos abertos a novos parceiros que, juntamente com o governo do Estado, queiram expandir essa iniciativa em outros municípios”, argumentou o superintendente de Agricultura e Pecuária da Seprotur, Benedito Mário Lázaro.

Quanto aos laboratórios de monitoramento de Chapadão e Dourados, já está sendo feito o agendamento da inauguração que deverá acontecer ainda esse mês. Em casos de dúvidas sobre a ferrugem os produtores podem ligar para o 0800-115560.

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
imagem transparente
Últimas notícias
Scroller Top
Sexta, 18 de Agosto de 2017
Quinta, 17 de Agosto de 2017
21:14
Loteria
10:00
Receita do dia
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)