Cassilândia, Segunda-feira, 11 de Dezembro de 2017

Últimas Notícias

16/02/2006 12:48

Federal aponta que foco de tráfico de armas passa por MS

Inara Silva / Campo Grande News

A região fronteiriça do Brasil entre o Rio Grande do Sul e o Mato Grosso do Sul é freqüentemente utilizada por traficantes de armas, especialmente no trecho que separa o País do Uruguai e da Argentina. A afirmação foi feita pelo chefe da Divisão de Combate ao Tráfico de Armas da Polícia Federal, Wantuil Luiz Cordeiro, durante audiência pública em Brasília.
Em depoimento na CPI do Tráfico de Armas, o delegado ressaltou que a Polícia Federal mantém contatos com autoridades nessas regiões para trocar informações e buscar um trabalho conjunto e de integração com os países vizinhos. Ele citou como exemplo a prisão de duas mulheres que portavam cinco granadas em um ônibus que ia de Medianeira (PR) para o Rio de Janeiro. Segundo o delegado, o armamento é proveniente do Paraguai e chegou ao Brasil pela ponte da Amizade.
Cordeiro fez ainda uma exposição das principais operações realizadas pela Polícia Federal a partir de 2004 - com destaque para as operações Gatilho, Chumbo Grosso e Armada -, que apreenderam um total de 848 armas, 1,169 milhão de munições, além de 2,190 milhões de acessórios e componentes de armas.

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
imagem transparente
Últimas notícias
Scroller Top
Domingo, 10 de Dezembro de 2017
10:00
Receita do dia
Sábado, 09 de Dezembro de 2017
09:09
Cassilândia
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)