Cassilândia, Quarta-feira, 07 de Dezembro de 2016

Últimas Notícias

17/07/2008 17:12

FCO já delibera sobre retenção de matrizes na ZAV

Foram aprovados hoje os primeiros pedidos de financiamento junto ao FCO para retenção de matrizes na Zona de Alta Vigilância (ZAV). Entre os 154 pleitos anuídos – totalizando estes investimentos de R$ 126,7 milhões – três projetos foram homologados e aprovados em atendimento a produtores de Aral Moreira e Sete Quedas, no valor de aproximadamente R$ 600 mil. A linha de crédito visa suprir as necessidades de capital para manutenção econômica de propriedades localizadas ZAV.

Sobre a pauta, os Conselheiros analisaram e deliberaram 162 cartas-consulta, entre normais (39) e simplificadas (127), sendo 95% dos pleitos deliberados nos seguintes critérios: normais – 28 anuídas (8 sem recomendação, 15 com recomendação, 4 com restrição e 1 com excepcionalidade); 4 re-ratificadas, 2 permanecem para análise e 5 para informações complementares. Já quanto às simplificadas: no segmento rural – 102 homologadas, 1 homologada com restrição e 5 permanecem para informações complementares; no segmento empresarial – as 19 pautadas foram integralmente homologadas. As cartas-consulta em análise e para informações complementares serão analisadas na próxima reunião.

O resultado do expediente vai de encontro às recomendações da secretária Tereza Cristina Corrêa da Costa Dias (Seprotur), presidente do Conselho Estadual do Fundo (CEIF/FCO). Ela abriu os trabalhos na manhã de hoje pedindo empenho das instituições e de seus Conselheiros no sentido de “dar agilidade nos processos de concessão de crédito e fazer acontecer às contratações e, dessa forma, absorver os recursos destinados ao Estado”, pois ainda segundo ela: “temos que nos emprenhar para que até 30 de setembro sejam aplicados os recursos destinados a Mato Grosso do Sul”. A partir desta data o montante não aplicado pelos estados do Centro-Oeste será redistribuído na região.

Tereza Cristina e os Conselheiros ajustaram ainda a conduta quanto aos procedimentos considerados ‘especiais’, ou seja, aqueles apresentados no período de julho a setembro próximo. Estes, por sua vez, passarão a ser acolhidos e deliberados, inclusive ad referendum, nas cartas-consulta devidamente enquadradas nas normas e critérios do FCO.

Durante apresentação do Relatório de Desempenho das Operações do FCO em 2008, relatado pela Superintendência do Banco do Brasil/MS, foi verificado um expressivo número de pleitos para os setores de cana-de-açúcar e de florestas ainda não contratados. Conforme o secretário-executivo do CEIF/FCO e Superintendente de Agricultura e Pecuária da Seprotur, Jerônimo Chaves, “serão ampliados os entendimentos entre o governo estadual, superintendência do BB e as empresas de consultoria, para agilizar os procedimentos de elaboração e análise dos projetos relacionados a essas áreas”, ação que visa captar os recursos mencionados antes de sua redistribuição.



Também visando acelerar as contratações o Banco do Brasil pediu para complementar alguns critérios dentro dos programas existentes no FCO, para facilitar a atuação dos agentes do Fundo em cada município do Estado. Entre esses estão: financiamentos para aquisição de matrizes bovinas e teto para cartas-consulta simplificadas, entre outros.

PREVISÃO DE AMPLICAÇÕES

Ainda em tempo os Conselheiros ajustaram sobre o planejamento das aplicações de recursos do FCO em Mato Grosso do Sul para este ano. Sendo que o Fundo destinou para contratações no Estado o montante de R$ 671 milhões, além daqueles destinados ao Pronaf-Reforma Agrária, as projeções ficaram distribuídas conforme tabela a seguir.

Autor: Da Assessoria de Imprensa Famasul

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
Últimas notícias
Scroller Top
Quarta, 07 de Dezembro de 2016
10:00
Receita do dia
09:00
Maternidade
03:14
Loteria
Terça, 06 de Dezembro de 2016
10:00
Receita do Dia
09:00
Maternidade
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)