Cassilândia, Segunda-feira, 19 de Agosto de 2019

Últimas Notícias

13/08/2019 21:00

Fazendeiro terá de pagar R$ 60 mil por desviar 1,2 mil metros de córrego

Campo Grande News
Desvio ilegal era utilizado para gado beber água (Foto: Divulgação/PMA)Desvio ilegal era utilizado para gado beber água (Foto: Divulgação/PMA)

Alteração no curso do Córrego Coqueiro, próximo ao município de Ribas do Rio Pardo, município distante 102 quilômetros de Campo Grande, resultou na aplicação de multa de R$ 60 mil a fazendeiro da região, depois fiscalização realizada nesta terça-feira. A PMA (Polícia Militar Ambiental) de Batayporã verificou a construção de um dreno para desvio utilizado para o gado beber água. A recurso, aplicado sem autorização, causou erosões no rio, além de sedimentação.

Os policiais constataram um desvio de 1.198 metros de comprimento córrego Coqueiro, medidos por sistema de georeferenciamento. O desvio provocou duas erosões, que já estavam em estágio avançado (voçorocas), causando sedimentação para o córrego Coqueiro, que é afluente do rio Anhanduí e, consequentemente, causavam assoreamento em ambos cursos d’água.

O produtor rural, de 42 anos, residente em Presidente Prudente (SP), foi autuado administrativamente e multado em R$ 60 mil. Ele também responderá por crime ambiental por realizar obra e serviço potencialmente poluidores sem autorização do órgão ambiental competente, com pena prevista de três a seis meses de detenção e também por degradação de área protegida, com pena prevista de um a três anos de detenção.

A fiscalização constatou total descuido com a conservação do solo no local e interditaram as atividades na área. O fazendeiro também foi notificado a realizar um (PRAD) (Plano de Recuperação de Áreas Degradadas e Alteradas), junto ao órgão ambiental.

Fazendeiro terá de pagar R$ 60 mil por desviar 1,2 mil metros de córrego
Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
imagem transparente
Últimas notícias
Scroller Top
Segunda, 19 de Agosto de 2019
15:30
Saúde
09:00
Santo do Dia
Domingo, 18 de Agosto de 2019
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)