Cassilândia, Domingo, 09 de Agosto de 2020

Últimas Notícias

16/06/2020 11:19

Farra na ajuda emergencial: Em MS, 1.126 servidores pegaram auxílio de R$ 600

Renata Volpe, Midiamax
Superintendente da Controladoria Regional da União no Estado, Daniel Siqueira e o controlador-geral do Estado, Carlos Girão. (Chico Ribeiro, Governo do Estado)Superintendente da Controladoria Regional da União no Estado, Daniel Siqueira e o controlador-geral do Estado, Carlos Girão. (Chico Ribeiro, Governo do Estado)

Após um cruzamento das bases de dados, foi descoberto que 1.126 servidores públicos ativos e inativos de Mato Grosso do Sul receberam de forma indevida o pagamento de R$ 600 do auxílio emergencial do Governo Federal. Os valores somam R$ 719,4 mil.

Com a descoberta, todos terão que devolver o valor e, dentre eles, está o caso de um aposentado que recebe mensalmente mais de R$ 35 mil. Os benefícios irregulares foram pagos principalmente a aposentados e pensionistas (84,9% dos casos) e servidores da Educação (12,7%, sendo a maioria professores convocados).

De acordo com levantamento feito pela CGU (Controladoria-Geral da União) com a Controladoria-Geral do Estado (CGE) mostrou que 259 desses servidores poderão responder a processo administrativo e judicial, por falsidade ideológica, já que fizeram o cadastro no Ministério da Cidadania declarando não ter vínculo empregatício, aposentadoria ou pensão.

Segundo o superintendente da Controladoria Regional da União no Estado, Daniel Carlos Siqueira, houve uma parceria com a Controladoria-Geral do Estado, onde foi disponibilizada a base de dados dos servidores públicos do Poder Executivo estadual, tanto ativos quanto inativos, aposentados e pensionistas. “E foi realizado esse cruzamento para verificar a possível concessão irregular de auxílio emergencial a servidores. Um critério da ilegibilidade da concessão é a existência de emprego formal ativo e/ou ser beneficiário de qualquer serviço previdenciário”.

De acordo com o controlador-geral do Estado, Carlos Eduardo Girão de Arruda, o perfil salarial é o mais diverso possível. “Você encontra uma boa parte dos servidores ganhando um salário mínimo e até servidores aposentados que tiveram benefício bruto de R$ 35 mil, mas posso te dizer que mais de 80% não recebem mais de R$ 6 mil”.

Além de devolver, esses vão ter que se explicar, afirma Girão. “Às vezes, podem ter sido vítimas de uma fraude, como a gente vê ocorrendo, a pessoa pega um CPF e pede por ela, abre uma conta no banco, às vezes, pode ser isso. Então, eles vão ter que se explicar”.

O Ministério da Cidadania foi notificado para cancelar todos os pagamentos indevidos e o Ministério Público Estadual também será acionado para eventuais medidas judiciais cabíveis.

Ainda conforme as Controladorias, a maior parte dos servidores podem ter recebido o pagamento indevidamente por conta de informações desatualizadas no Ministério da Cidadania.

São pessoas que estavam cadastradas no Cadúnico, que é o conjunto de informações sobre as famílias brasileiras em situação de pobreza e extrema pobreza que são usadas pelo governo federal, pelos Estados e pelos municípios para políticas públicas como o Bolsa Família.

 

 

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
imagem transparente
Últimas notícias
Scroller Top
Domingo, 09 de Agosto de 2020
Sábado, 08 de Agosto de 2020
11:20
Paulistão 2020 - O caminho até a final
11:10
Paulistão 2020 - O caminho até a final
10:20
Cassilândia
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)