Cassilândia, Domingo, 17 de Dezembro de 2017

Últimas Notícias

30/04/2009 07:21

FAO defende consumo da carne de porco

Luciana Lima, Agência Brasil

Brasília - Mesmo diante da elevação do nível de alerta, o representante no Brasil da Organização das Nações Unidas para Agricultura e Alimentação (FAO), José Tubino, faz coro com as autoridades que afirmam que o consumo da carne suína não representa ameaça à saúde da população. “É preciso evitar o pânico e efeitos econômicos desastrosos”, destacou Tubino

A defesa da carne de porco também foi feita pela Associação Brasileira da Indústria de Produtores e Exportadores de Carne Suína e pelo ministro da Agricultura, Reinhold Stephanes, que chegaram a sugerir a mudança do nome da doença. Stephanes sugeriu o nome de “gripe mexicana”.

Uma equipe de técnicos chegou ao México para realizar um estudo com o objetivo de verificar se a transmissão tem origem na população suína. No entanto, a Organização Mundial de Saúde (OMS) assegurou que, com base nas investigações de todos os casos já catalogados da doença, as contaminações registradas até agora ocorreram entre seres humanos.

“Para cada um dos casos adotamos procedimentos de investigação individual e podemos assegurar que nenhuma contaminação ocorreu do porco para seres humanos”, garantiu Rubén Figueroa, gerente da Unidade Técnica de Vigilância, Prevenção e Controle de Doenças Transmissíveis da Organização Pan-Americana de Saúde (Opas), braço da OMS nos países latino-americanos.


Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
imagem transparente
Últimas notícias
Scroller Top
Domingo, 17 de Dezembro de 2017
10:00
Receita do dia
Sábado, 16 de Dezembro de 2017
Sexta, 15 de Dezembro de 2017
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)