Cassilândia, Domingo, 04 de Dezembro de 2016

Últimas Notícias

16/03/2004 16:42

Familiares das vítimas de acidente aprovam relatório

Juliana Cézar/Campo Grande News

O representante das famílias das vítimas do acidente de Alcântara, José Oliveira, disse hoje que ficou satisfeito com o trabalho coordenado pelo Ministério da Defesa para apresentar um relatório conclusivo sobre a explosão, ocorrida em 22 de agosto do ano passado. Vinte e um técnicos morreram durante a montagem do veículo lançador de satélite (VLS 1/V3). O relatório mostra que houve falhas operacionais e materiais que levaram, por descarga eletrostática ou corrente elétrica na linha de fogo, ao acionamento do propulsor A.

“Nós participamos das investigações e vimos que todas as hipóteses foram analisadas e estudadas. A possibilidade de uma descarga eletrostática só não foi aprofundada porque esse é um fenômeno mais raro no Brasil, que os cientistas ainda não compreendem bem”, afirma Oliveira, presidente da Associação dos Familiares das Vítimas de Alcântara e irmão do técnico Rodolfo Donizetti de Oliveira, morto no acidente.

Segundo ele, a indenização de R$ 100 mil prometida pelo governo federal aos familiares das vítimas já foi liberada. Mas a associação entrará na Justiça com recurso para que o valor seja reajustado. A lei aprovada no Congresso Nacional prevê bolsa de estudo aos dependentes dos servidores até que eles completem 24 anos. O valor inicial da bolsa será de R$ 400, atualizável nos meses de janeiro. As famílias dos 21 mortos vão receber ainda pensões entre R$ 618 e R$ 4,4 mil.

Durante a apresentação do relatório conclusivo sobre o acidente, o ministro da Defesa, José Viegas Filho, convidou a Associação dos Familiares das Vítimas do Acidente de Alcântara para integrar uma comissão externa que irá reformular a política espacial brasileira e preparar o lançamento de uma nova versão do VLS. José Oliveira aceitou o convite em nome da associação.

Para ele, é hora do governo federal corrigir os erros apontados no relatório. “O programa foi tratado como balão de festa junina. A queda de investimento de 96 pra cá demonstra irresponsabilidade do governo em tratar um programa estratégico como esse”, critica Oliveira.

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
Últimas notícias
Scroller Top
Sábado, 03 de Dezembro de 2016
10:00
Receita do Dia
06:50
Loterias
Sexta, 02 de Dezembro de 2016
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)