Cassilândia, Quarta-feira, 13 de Dezembro de 2017

Últimas Notícias

06/10/2007 14:26

Famasul repudia notícia de suspeita de foco de aftosa

Midiamax

A divulgação de um possível foco de aftosa em Campos no Rio de Janeiro foi repudiada pelo presidente da Famasul (Federação da Agricultura e Pecuária de Mato Grosso do Sul), Ademar Silva Junior. Para ele, a informação não deveria divulgar “suspeitas” da doença. “Isso pode trazer graves conseqüências para o mercado de carne”, analisa o presidente.
Ademar argumenta que, apesar da mídia ter todo o direito de noticiar as informações, a matéria gera especulação no mercado de carne brasileiro e mundial. “O mercado é muito sensível a essas informações e é preciso cautela antes da divulgação. Essas informações podem refletir diretamente na arroba”, aponta.

Preço da arroba não deve cair

A análise do presidente é de que o preço da arroba não se desvalorize por conta da notícia. “Estamos num período de valorização da arroba. A estiagem, a falta de pasto e a falta de animais de confinamento aumentam o preço da arroba”, diz.

O presidente ainda coloca que há uma forte demanda por carne bovina no mercado externo e interno. “O preço continuará em ascendência”, analisa.

Aftosa no RJ

Conforme notícia divulgada pelo site O Globo, a Secretaria de Agricultura do Estado do Rio de Janeiro confirmou a suspeita de um foco de febre aftosa no município de Campos, região Norte Fluminense. Um bezerro na divisa entre Campos e o município de São João da Barra apresentou feridas na boca e no casco em uma fazenda.

Há dez anos não são encontrados focos da doença no Estado. A Secretaria de Agricultura informou que a maior chance é de que o animal tenha apenas ingerido uma planta tóxica, e que este seja um caso isolado, já que nenhum outro animal na área apresentou os mesmos sintomas.

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
imagem transparente
Últimas notícias
Scroller Top
Quarta, 13 de Dezembro de 2017
10:00
Receita do dia
Terça, 12 de Dezembro de 2017
20:48
Loteria
Segunda, 11 de Dezembro de 2017
20:42
Loteria
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)