Cassilândia, Quarta-feira, 26 de Abril de 2017

Últimas Notícias

18/02/2008 10:19

Famasul espera que a cota de exportação acabe hoje

Fernanda Mathias/Campo Grande News

A Famasul (Federação da Agricultura e Pecuária de Mato Grosso do Sul) espera que nesta segunda-feira o Tribunal de Justiça aprecie o pedido e liminar para acabar com a limitação das exportações de soja em grão estabelecida pelo governo do Estado. A informação é do advogado da entidade, Gervásio Alves de Oliveira Junior.
A equivalência entre exportação e vendas internas do grão foi criada no governo passado, como forma de o Estado amenizar as perdas da Lei Kandir, que isenta os produtos primários exportados de ICMS. Porém, os produtores alegam que ficam menos competitivos e perdem com a cota de exportação. O atual governo aumentou esta equivalência e hoje é preciso destinar ao mercado interno exatamente o mesmo que é exportado.

Segundo Gervásio, o mandado de segurança assinado pela Famasul, ANEC (Associação Nacional dos Exportadores de Cereais) e OCB/MS (Organização das Cooperativas Brasileiras), e protocolado há uma semana no Tribunal de Justiça, já está com o Desembargador-relator Julizar Barbosa Trindade, designado para apreciar o pedido de liminar. "Por ser um mandado de segurança o processo tem uma tramitação bem mais rápida e por isso a nossa previsão é de que seja julgado nos próximos dias", comentou.

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
imagem transparente
Últimas notícias
Scroller Top
Quarta, 26 de Abril de 2017
Terça, 25 de Abril de 2017
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)