Cassilândia, Quinta-feira, 14 de Dezembro de 2017

Últimas Notícias

12/05/2006 13:56

Famasul diz que medida é tentativa de desmobilizar setor

Fernanda Mathias / Campo Grande News

“Estão dando uma cibalena para quem está na UTI”. Assim o presidente da Famasul (Federação da Agricultura de Mato Grosso do Sul) avaliou o anúncio de R$ 1 bilhão pelo Mapa (Ministério da Agricultura, Abastecimento e Pecuária) em PROP (Prêmio de Risco de Opção Privada), para apoiar a comercialização de soja. Brito afirma que o anúncio é uma forma que o governo encontrou de tentar desmobilizar o setor para a movimentação nacional que
está marcada para 16 de maio, mas que surtiu efeito contrário e pode ser vista como uma provocação.

Além de ressaltar que não é só o sojicultor que a]travessa um período de dura crise, Brito afirma que a aplicação da medida seria muito difícil. A idéia do governo é custear a diferença entre o preço pago pela saca de soja no mercado e o valor de custo de produção, para que o produtor receba pelo menos o que gastou para plantar. Porém, Brito destaca que o custo que é aplicável para uma região não pode ser considerado o mesmo de outra, devido a fatores como clima, produtividade, distância de armazéns e uma série de outros. “Não vou tirar minha soja do armazéns se transportar para a cooperativa vai custar mais que os R$ 3,00 que o governo quer pagar”, diz. Além disso, afirma, Brito, não se trata de uma medida estruturante ao setor.

Além da revisão da política cambial, devido aos prejuízos às exportações com o dólar em baixa, os produtores querem redução da carga tributária, do preço do óleo diesel e políticas de preços mínimos. Sem ter a atividade viabilizada, acreditas Brito, o plantio tende a cair para a próxima safra. “Já estamos vendendo nosso patrimônio para bancar os custos da produção. Ninguém vai investir em um cenário indefinido”, afirma.

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
imagem transparente
Últimas notícias
Scroller Top
Quinta, 14 de Dezembro de 2017
21:14
Loteria
10:00
Receita do dia
Quarta, 13 de Dezembro de 2017
10:00
Receita do dia
Terça, 12 de Dezembro de 2017
20:48
Loteria
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)