Cassilândia, Quinta-feira, 08 de Dezembro de 2016

Últimas Notícias

06/09/2006 15:40

Famasul critica mudança de emissão de GTA's

A sobrevivência da agropecuária em Mato Grosso do Sul está com os dias contados. A portaria 1.056, de 30 de junho de 2006, trouxe mais um empecilho para que os pecuaristas do Mato Grosso do Sul comercializem seu rebanho. Os produtores precisam ir à cidade de origem de suas propriedades para emitir a Guia de Trânsito de Animais (GTA). Trabalho a mais para os produtores, principalmente para os pequenos e médios pecuaristas.

“O problema está na via-crucis que o produtor enfrenta. Quem tem residência em Campo Grande e propriedade rural em Corumbá, precisa ir até a cidade para emitir a Guia para transportar o gado”, explica o presidente da Federação da Agricultura e Pecuária de Mato Grosso do Sul (FAMASUL), Ademar Silva Júnior.

Conforme denuncia o presidente da entidade, os custos para os produtores aumentam consideravelmente, uma vez que para transportar o rebanho, sem contabilizar os gastos com o transporte do proprietário da fazenda que mora em cidade diferente de sua propriedade rural, é de R$ 7,12 por boi (cálculo feito através da média dos impostos; valor considerado em cima do transporte do boi gordo).

Informatização

Enquanto a produção agropecuária investe em novas tecnologias de plantio e criação de gado. A Agência Estadual de Defesa Sanitária Animal e Vegetal parou no tempo. “O governo gasta com impressão de talões de GTA e notas fiscais, quando um software e acesso a internet poderia minimizar os gastos para toda a sociedade”, esclarece Ademar, comentando que essa despesa é repassada aos produtores. As guias poderiam ser encaminhadas pela internet, o que geraria menos despesa para o Estado e também para os produtores rurais.

Outro agravante está no horário de funcionamento das Agências Fazendárias de MS (Agenfas) que atendem apenas meio período.

Os pecuaristas já passam por sanções há 11 meses, ocasionados pelo foco de febre aftosa no Estado. As restrições vão desde a comercialização com 56 países (os principais mercados de carne da Europa e da América do Norte) aos baixos preços da arroba.

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
Últimas notícias
Scroller Top
Quinta, 08 de Dezembro de 2016
10:00
Receita do dia
09:00
Maternidade
Quarta, 07 de Dezembro de 2016
20:20
Loteria
10:00
Receita do dia
09:00
Maternidade
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)