Cassilândia, Domingo, 17 de Dezembro de 2017

Últimas Notícias

23/06/2004 16:04

Faltam 65 mil vagas para presos no País; seis mil em MS

Jacqueline Lopes / Campo Grande News

A população prisional brasileira ultrapassa 300 mil presos, de acordo com dados de dezembro de 2003, e o País não tem vagas suficientes para abrigar esses presos, mantendo atualmente um déficit de 65 mil vagas. As informações foram apresentadas, agora há pouco, pelo diretor do Departamento de Penitenciárias Nacional, Cleiton Alfredo Nunes, no seminário que discute o financiamento da Segurança Pública.
Em Mato Grosso do Sul, segundo a Agepen (Agência Estadual de Administração do Sistema Penitenciário), faltam vagas para 2,8 mil presos. Com isso, a superlotação é uma agravante. Nas 25 unidades penais do Estado, com capacidade para 3,2 mil internos estão acomodados quase o dobro do previsto. São 6 mil presos em MS.
O diretor do Departamento de Penitenciárias Nacional, apesar da falta de vagas, acredita que a solução do problema do sistema prisional não é a construção de mais presídios. Ele defende o trabalho conjunto de políticas públicas sociais e prisionais dos estados e da União, que seriam desenvolvidas, antes, durante e depois da ação punitiva.
O diretor informou ainda que cada nova vaga em uma prisão custa R$ 20 mil. O evento, promovido pela Comissão de Segurança Pública e Combate ao Crime Organizado, está sendo realizado no plenário 6.

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
imagem transparente
Últimas notícias
Scroller Top
Domingo, 17 de Dezembro de 2017
10:00
Receita do dia
Sábado, 16 de Dezembro de 2017
Sexta, 15 de Dezembro de 2017
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)