Cassilândia, Segunda-feira, 21 de Maio de 2018

Últimas Notícias

25/05/2006 08:51

Falta do consumo de frutas e hortaliças preocupa

Agência Notisa
divulgaçãodivulgação

Segundo a Organização Mundial de Saúde (OMS), o consumo inadequado de frutas e hortaliças é um dos cinco principais fatores envolvidos na ocorrência de doenças em todo o mundo. Esses alimentos são importantes para a composição de uma dieta saudável, já que apresentam uma densidade energética baixa e são ricos em micronutrientes, fibras e outros elementos fundamentais ao organismo. Há evidências de que o consumo de frutas e hortaliças reduz o risco de doenças cardiovasculares e de alguns tipos de câncer. Apesar disso, o consumo desses alimentos no país ainda é baixo. Isso é o que mostram Patrícia Jaime e Carlos Augusto Monteiro, da Universidade de São Paulo, em um estudo que se baseou nos dados da Pesquisa Mundial de Saúde, realizada no Brasil pela Fundação Oswaldo Cruz.

O objetivo do trabalho foi estimar a freqüência e a distribuição do consumo de frutas e hortaliças e analisar a influência das variáveis demográficas e sócio-econômicas na determinação do padrão de consumo desses alimentos na população adulta brasileira. De acordo com artigo publicado no suplemento 1 de 2005 dos Cadernos de Saúde Pública, “pouco se sabe sobre a freqüência, a distribuição e os fatores envolvidos no consumo de frutas e hortaliças no país”. O estudo foi conduzido entre janeiro e setembro de 2003 e contou com uma amostra de 5 mil pessoas com 18 anos de idade ou mais.

Os pesquisadores observaram que menos da metade (41,0%) dos indivíduos adultos relata o consumo diário de frutas enquanto menos de um terço (30,0%) refere o consumo diário de hortaliças. Eles verificaram também que o consumo desses alimentos é maior nas áreas urbanas do que nas áreas rurais e aumenta com a idade e com a escolaridade das pessoas, assim como com o número de bens no domicílio, em ambos os sexos. “Nosso estudo mostrou que apenas uma minoria da população adulta brasileira, ou seja, 13%, segue as recomendações nutricionais de ingestão de frutas e hortaliças, colocando o país em uma situação desfavorável”, afirmam no artigo.

Dessa forma, a equipe alerta para a necessidade de ações que expandam o acesso da população a informações corretas sobre a importância para a saúde do consumo de frutas e hortaliças: “essas ações devem cobrir a população do país como um todo e são mais importantes do que a redução dos preços desses alimentos, já que o consumo de frutas e hortaliças corresponde a aproximadamente um terço do que é recomendado pela Organização Mundial de Saúde”.

Agência Notisa (jornalismo científico - science journalism)

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
imagem transparente
Últimas notícias
Scroller Top
Segunda, 21 de Maio de 2018
Domingo, 20 de Maio de 2018
15:18
Cassilândia/Itajá
Sábado, 19 de Maio de 2018
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)