Cassilândia, Domingo, 20 de Maio de 2018

Últimas Notícias

01/02/2016 11:00

Falta de fôlego e dores musculares são comuns no início da prática da corrida

Portal Educação Física

 

O começo de qualquer atividade física pode não ser tão fácil quanto se imagina, mas com persistência, regularidade nos treinos e acompanhamento pode-se chegar longe.

A corrida é uma ótima opção para aqueles que decidiram iniciar uma atividade física e começar o ano de forma mais saudável. Porém, situações e sensações desconhecidas podem assustar um corredor iniciante e fazê-lo desistir dessa atividade tão benéfica para a saúde. É normal e esperado sentir falta de fôlego. O peito parece rasgar quando o ar começa a entrar. E não é exceção sentir a perna dolorida após uma corrida. Para não deixar ninguém desanimado, vou alertar sobre o que esperar quando se começa a correr:

Falta de fôlego
Ficar sem fôlego após uma corridinha de 100 metros é normal no início. Ninguém que comece do zero vai fazer 10km no primeiro treino e sem dificuldade. O ideal é começar intercalando caminhada e corrida, um minuto correndo e três andando, por exemplo. Após alguns dias ou poucas semanas, o corpo vai ganhando condicionamento e correr sem parar para caminhar não vai ser uma tarefa difícil. Para saber como ir evoluindo, o ideal é consultar um profissional de educação física.

Dores musculares
Os dois dias seguintes aos primeiros treinos são marcados por dor muscular. Especificamente falando, é a chamada dor muscular tardia. Ela pode ser bem intensa e dificultar algumas atividades simples, como descer degraus e sentar, porém, não há razões para se preocupar, afinal elas são esperadas. A dor muscular tardia é um processo normal, que acontece porque os músculos ainda não estão habituados com a sua nova demanda de trabalho. Dentro de pouco treinos os músculos ficam mais fortes e essas dores diminuem ou praticamente desaparecem para nossa sorte.

Aumento da surodese
Com o aumento do condicionamento do corpo pode ocorrer também um acréscimo da quantidade de suor durante a atividade física. Esse fenômeno é normal e acontece porque o corpo começa a regular sua temperatura de forma mais eficiente.

Seja como for, o começo de qualquer atividade física pode não ser tão fácil quanto se imagina, mas com persistência, regularidade nos treinos e acompanhamento profissional, a corrida se torna um esporte muito prazeroso, viciante e benéfico para a saúde.

Por RAQUEL CASTANHARO – Fisioterapeuta formada e mestra em biomecânica da corrida na USP. Realizou pesquisa em biomecânica da coluna na Universidade de Waterloo, Canadá. Trabalha com fisioterapia e avaliação biomecânica em São Paulo e Jundiaí. www.raquelcastanharo.com.br

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
imagem transparente
Últimas notícias
Scroller Top
Domingo, 20 de Maio de 2018
Sábado, 19 de Maio de 2018
10:00
Receita do dia
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)