Cassilândia, Sábado, 03 de Dezembro de 2016

Últimas Notícias

01/02/2016 11:00

Falta de fôlego e dores musculares são comuns no início da prática da corrida

Portal Educação Física

 

O começo de qualquer atividade física pode não ser tão fácil quanto se imagina, mas com persistência, regularidade nos treinos e acompanhamento pode-se chegar longe.

A corrida é uma ótima opção para aqueles que decidiram iniciar uma atividade física e começar o ano de forma mais saudável. Porém, situações e sensações desconhecidas podem assustar um corredor iniciante e fazê-lo desistir dessa atividade tão benéfica para a saúde. É normal e esperado sentir falta de fôlego. O peito parece rasgar quando o ar começa a entrar. E não é exceção sentir a perna dolorida após uma corrida. Para não deixar ninguém desanimado, vou alertar sobre o que esperar quando se começa a correr:

Falta de fôlego
Ficar sem fôlego após uma corridinha de 100 metros é normal no início. Ninguém que comece do zero vai fazer 10km no primeiro treino e sem dificuldade. O ideal é começar intercalando caminhada e corrida, um minuto correndo e três andando, por exemplo. Após alguns dias ou poucas semanas, o corpo vai ganhando condicionamento e correr sem parar para caminhar não vai ser uma tarefa difícil. Para saber como ir evoluindo, o ideal é consultar um profissional de educação física.

Dores musculares
Os dois dias seguintes aos primeiros treinos são marcados por dor muscular. Especificamente falando, é a chamada dor muscular tardia. Ela pode ser bem intensa e dificultar algumas atividades simples, como descer degraus e sentar, porém, não há razões para se preocupar, afinal elas são esperadas. A dor muscular tardia é um processo normal, que acontece porque os músculos ainda não estão habituados com a sua nova demanda de trabalho. Dentro de pouco treinos os músculos ficam mais fortes e essas dores diminuem ou praticamente desaparecem para nossa sorte.

Aumento da surodese
Com o aumento do condicionamento do corpo pode ocorrer também um acréscimo da quantidade de suor durante a atividade física. Esse fenômeno é normal e acontece porque o corpo começa a regular sua temperatura de forma mais eficiente.

Seja como for, o começo de qualquer atividade física pode não ser tão fácil quanto se imagina, mas com persistência, regularidade nos treinos e acompanhamento profissional, a corrida se torna um esporte muito prazeroso, viciante e benéfico para a saúde.

Por RAQUEL CASTANHARO – Fisioterapeuta formada e mestra em biomecânica da corrida na USP. Realizou pesquisa em biomecânica da coluna na Universidade de Waterloo, Canadá. Trabalha com fisioterapia e avaliação biomecânica em São Paulo e Jundiaí. www.raquelcastanharo.com.br

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
Últimas notícias
Scroller Top
Sábado, 03 de Dezembro de 2016
10:00
Receita do Dia
06:50
Loterias
Sexta, 02 de Dezembro de 2016
10:00
Receita do Dia
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)