Cassilândia, Terça-feira, 25 de Julho de 2017

Últimas Notícias

17/08/2005 14:57

Falta de docentes ameaça ensino do espanhol no país



A colocação em prática da lei que obriga as escolas públicas e particulares de ensino médio a oferecerem aulas de língua espanhola no Brasil deve esbarrar em uma dificuldade: a falta de professores para a disciplina.

Estimativa feita pela Secretaria de Educação Básica do MEC aponta que o déficit de docentes para essa área chega a 19.800, sendo 13.254 para uma carga horária de 20 horas semanais e o restante para uma jornada de 40 horas.

A projeção foi preparada com base nos dados do Censo Escolar de 2003. Levou em consideração também a carga horária mínima semelhante à média atribuída aos professores de língua estrangeira. Pelo estudo, cada um dos professores atenderia a oito turmas num regime de 20 horas semanais ou 16 turmas em 40 horas.

No início do mês, o presidente Luiz Inácio Lula da Silva sancionou a lei 11.161, tornando obrigatória a oferta da língua espanhola nas escolas de ensino médio, mas com matrícula facultativa para o aluno. Também é optativa a oferta da disciplina para os alunos da 5ª até a 8ª série.

Segundo o MEC, a lei será implantada gradativamente em um prazo de cinco anos.

A oferta do ensino de espanhol deverá ser feita no horário regular de aula. Na rede particular, o curso poderá ser oferecido em sala de aula ou centro de idioma. As normas serão definidas pelos Conselhos Estaduais de Educação.

Também também foi oficializada ontem a criação do primeiro curso de graduação bilíngüe para deficientes auditivos. O curso será ministrado pelo Ines (Instituto Nacional de Educação de Surdos), órgão ligado ao MEC (Ministério da Educação) e com sede no Rio. O objetivo é formar, num período de quatro anos, educadores que possam trabalhar com domínio da Língua Brasileira de Sinais e da língua de sinais americana.

O Ministério da Educação autorizou o Ines a oferecer também cursos de pedagogia bilíngüe, ciências da computação, licenciatura em letras com especialização na Língua Brasileira de Sinais, todos adaptados a portadores de deficiência auditiva.

Folha de S.Paulo

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
imagem transparente
Últimas notícias
Scroller Top
Terça, 25 de Julho de 2017
10:00
Receita do dia
06:34
Cassilândia
Segunda, 24 de Julho de 2017
21:14
Loteria
10:00
Receita do dia
Domingo, 23 de Julho de 2017
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)