Cassilândia, Quinta-feira, 08 de Dezembro de 2016

Últimas Notícias

11/04/2005 10:00

Falta de diálogo apontado como vilão na cadeia da carne

Fernanda Mathias e Aline Rocha/Campo Grande News

A falta de diálogo entre o setor produtivo, indústria e varejo é consensualmente o maior vilão na cadeia produtiva da carne, segundo reconhecem os produtores presentes esta manhã em audiência pública que ocorre esta manhã na Assembléia Legislativa, em Campo Grande.
O presidente da Acrissul (Associação dos Criadores de Mato Grosso do Sul), Laucídio Coelho Neto, diz que os entraves se acirraram a partir da implantação do Sisbov (Sistema de Identificação de Origem Bovina e Bubalina), que ao invés de premiar animais rastreados penalizou toda a classe, com nivelamento de preços por baixo. “Os frigoríficos participam pouco das negociações e os pecuaristas estão ficando com todo o ônus”, diz.
O presidente do SRCG (Sindicato Rural de Campo Grande), Rodolfo Vaz de Carvalho, disse que há muito se sabe que os supermercados têm a maior fatia do lucro mesmo sendo o elo que fica menos tempo com o produto e que menos agrega valor. Porém, afirmou que não há como apontar um único vilão. O problema, admite, é a falta de conversa entre os elos. O economista Ido Michels, que desenvolveu o estudo da cadeia da carne, afirma o varejo fica com 24% do lucro. O responsável pela conclamação da audiência, deputado Paulo Corrêa (PL), reclamou da ausência da bancada federal e do secretário de Produção e Turismo, Dagoberto Nogueira, que está hoje em Coxim inaugurando centro de meteorologia.

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
Últimas notícias
Scroller Top
Quinta, 08 de Dezembro de 2016
09:00
Maternidade
Quarta, 07 de Dezembro de 2016
20:20
Loteria
10:00
Receita do dia
09:00
Maternidade
03:14
Loteria
Terça, 06 de Dezembro de 2016
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)