Cassilândia, Quarta-feira, 22 de Novembro de 2017

Últimas Notícias

11/04/2005 10:00

Falta de diálogo apontado como vilão na cadeia da carne

Fernanda Mathias e Aline Rocha/Campo Grande News

A falta de diálogo entre o setor produtivo, indústria e varejo é consensualmente o maior vilão na cadeia produtiva da carne, segundo reconhecem os produtores presentes esta manhã em audiência pública que ocorre esta manhã na Assembléia Legislativa, em Campo Grande.
O presidente da Acrissul (Associação dos Criadores de Mato Grosso do Sul), Laucídio Coelho Neto, diz que os entraves se acirraram a partir da implantação do Sisbov (Sistema de Identificação de Origem Bovina e Bubalina), que ao invés de premiar animais rastreados penalizou toda a classe, com nivelamento de preços por baixo. “Os frigoríficos participam pouco das negociações e os pecuaristas estão ficando com todo o ônus”, diz.
O presidente do SRCG (Sindicato Rural de Campo Grande), Rodolfo Vaz de Carvalho, disse que há muito se sabe que os supermercados têm a maior fatia do lucro mesmo sendo o elo que fica menos tempo com o produto e que menos agrega valor. Porém, afirmou que não há como apontar um único vilão. O problema, admite, é a falta de conversa entre os elos. O economista Ido Michels, que desenvolveu o estudo da cadeia da carne, afirma o varejo fica com 24% do lucro. O responsável pela conclamação da audiência, deputado Paulo Corrêa (PL), reclamou da ausência da bancada federal e do secretário de Produção e Turismo, Dagoberto Nogueira, que está hoje em Coxim inaugurando centro de meteorologia.

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
imagem transparente
Últimas notícias
Scroller Top
Quarta, 22 de Novembro de 2017
Terça, 21 de Novembro de 2017
Segunda, 20 de Novembro de 2017
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)