Cassilândia, Segunda-feira, 18 de Dezembro de 2017

Últimas Notícias

13/11/2007 15:11

Falta de animais para abate eleva preço da arroba do boi

Humberto Marques - Campo Grande News

Entre janeiro e novembro deste ano, o preço da arroba do boi em frigoríficos do Estado que têm como enfoque o mercado internacional registra alta de 36%, segundo informou a assessora Econômica da Federação da Agricultura e Pecuária de Mato Grosso do Sul, Adriana Mascarenhas. Desde o início do ano, o valor da carne vem registrando altas, chegando agora ao maior valor pago ao produtor. Hoje, o preço médio da arroba nesses estabelecimentos é de R$ 66 a R$ 68, contra R$ 50 pagos no início do ano.

Adriana Mascarenhas atribui a alta a dois fatores: o longo período de estiagem que atingiu o País e o Estado (prejudicando a engorda de animais) e a redução do rebanho, causada pelo recente abate de matrizes. “As escalas dos frigoríficos estão curtas por conta disso. Há dificuldade para encontrar animais prontos para o abate”, salientou.

Outra causa para a alta, segundo ela, é a expectativa de alguns produtores em faturar mais com os bovinos. Adriana Mascarenhas reconhece que ainda há espaço no mercado para mais altas e, por isso, os pecuaristas têm “segurado” os rebanhos nas propriedades na espera de melhores preços.

“Acreditamos que há margem para um melhor preço. O valor da arroba pode chegar a R$ 70 ou mais”, afirmou a assessora da Famasul. “O mercado continua altista”, considerou, lembrando que a valorização também é identificada em outros Estados brasileiros, como no Rio Grande do Sul.

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
imagem transparente
Últimas notícias
Scroller Top
Segunda, 18 de Dezembro de 2017
Domingo, 17 de Dezembro de 2017
10:00
Receita do dia
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)