Cassilândia, Quinta-feira, 08 de Dezembro de 2016

Últimas Notícias

15/10/2015 15:45

Exportações de MS caem 23% no mês

Campo Grande News

A desaceleração do setor de minério de ferro, influenciado principalmente pela queda de 54% no preço médio da tonelada, contribuiu para que as exportações de Mato Grosso do Sul registrassem o pior resultado para o mês dos últimos cinco anos da série histórica, com receita de US$ 228,7 milhões.

Entre janeiro e setembro de 2015, a receita das exportações produtos industrializados teve queda de 23,8% em relação ao mesmo período do ano passado, segundo levantamento do Radar Industrial da Fiems (Federação da Indústria de MS).

De janeiro a setembro de 2015, as maiores reduções ocorreram nos grupos “Extrativo Mineral”, “Complexo Frigorífico”, “Couros e Peles”, “Papel e Celulose” e “Óleos Vegetais”, com redução das receitas equivalentes a US$ 280, US$ 260, US$ 58,7, US$ 48,3 e US$ 24,1 milhões, respectivamente, totalizando uma queda superior a US$ 671 milhões.

Até segmentos fortes como Papel e Celulose, foram influenciados pela desaceleração da economia exter e tiveram queda de 5,9% nas receitas deste ano. "O resultado verificado teve como principal influência a diminuição das aquisições em importantes mercados compradores da celulose sul-mato-grossense, com destaque para a Holanda, Estados Unidos, Itália e Coreia do Sul, que, somados, compraram US$ 73 milhões a menos, quando comparado com igual período do ano passado. Bem como, na mesma comparação, pela redução de 7% do preço médio da tonelada da celulose”, explicou o coordenador da Unidade de Economia, Estudos e Pesquisas da Fiems, Ezequiel Resende.

Ainda segundo a Fiems, a receita de exportação do Complexo Frigorífico, entre janeiro a setembro de 2015 alcançou o equivalente a US$ 653,1 milhões, apontando queda de 28,5% sobre igual período do ano anterior, quando a receita havia sido de US$ 913 milhões.

“A redução observada se deu, principalmente, por conta da forte diminuição das compras em importantes mercados para as carnes de Mato Grosso do Sul, com maior peso para a Rússia, que sozinha foi responsável por uma redução superior a US$ 225,6 milhões”, detalhou Ezequiel.

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
Últimas notícias
Scroller Top
Quinta, 08 de Dezembro de 2016
10:00
Receita do dia
09:00
Maternidade
Quarta, 07 de Dezembro de 2016
20:20
Loteria
10:00
Receita do dia
09:00
Maternidade
03:14
Loteria
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)