Cassilândia, Segunda-feira, 21 de Agosto de 2017

Últimas Notícias

15/10/2015 15:45

Exportações de MS caem 23% no mês

Campo Grande News

A desaceleração do setor de minério de ferro, influenciado principalmente pela queda de 54% no preço médio da tonelada, contribuiu para que as exportações de Mato Grosso do Sul registrassem o pior resultado para o mês dos últimos cinco anos da série histórica, com receita de US$ 228,7 milhões.

Entre janeiro e setembro de 2015, a receita das exportações produtos industrializados teve queda de 23,8% em relação ao mesmo período do ano passado, segundo levantamento do Radar Industrial da Fiems (Federação da Indústria de MS).

De janeiro a setembro de 2015, as maiores reduções ocorreram nos grupos “Extrativo Mineral”, “Complexo Frigorífico”, “Couros e Peles”, “Papel e Celulose” e “Óleos Vegetais”, com redução das receitas equivalentes a US$ 280, US$ 260, US$ 58,7, US$ 48,3 e US$ 24,1 milhões, respectivamente, totalizando uma queda superior a US$ 671 milhões.

Até segmentos fortes como Papel e Celulose, foram influenciados pela desaceleração da economia exter e tiveram queda de 5,9% nas receitas deste ano. "O resultado verificado teve como principal influência a diminuição das aquisições em importantes mercados compradores da celulose sul-mato-grossense, com destaque para a Holanda, Estados Unidos, Itália e Coreia do Sul, que, somados, compraram US$ 73 milhões a menos, quando comparado com igual período do ano passado. Bem como, na mesma comparação, pela redução de 7% do preço médio da tonelada da celulose”, explicou o coordenador da Unidade de Economia, Estudos e Pesquisas da Fiems, Ezequiel Resende.

Ainda segundo a Fiems, a receita de exportação do Complexo Frigorífico, entre janeiro a setembro de 2015 alcançou o equivalente a US$ 653,1 milhões, apontando queda de 28,5% sobre igual período do ano anterior, quando a receita havia sido de US$ 913 milhões.

“A redução observada se deu, principalmente, por conta da forte diminuição das compras em importantes mercados para as carnes de Mato Grosso do Sul, com maior peso para a Rússia, que sozinha foi responsável por uma redução superior a US$ 225,6 milhões”, detalhou Ezequiel.

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
imagem transparente
Últimas notícias
Scroller Top
Segunda, 21 de Agosto de 2017
Domingo, 20 de Agosto de 2017
10:00
Receita do dia
09:50
Três Lagoas
Sábado, 19 de Agosto de 2017
20:38
Para o fim de semana
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)