Cassilândia, Terça-feira, 28 de Março de 2017

Últimas Notícias

18/12/2015 12:30

Ex-vereador e ex-deputado são condenados por exploração sexual

Filipe Prado, Campo Grande News

 

Foram condenados a oito e seis anos de prisão, respectivamente, o ex-vereador Alceu Bueno e o ex-deputado estadual Sérgio Assis, pelo envolvimento em escândalo sexual em que imagens gravadas por duas adolescentes, em encontros sexuais, eram usadas para extorquir os políticos. Conforme a sentença da 7ª Vara Criminal de Competência Especial de Campo Grande, ao todo foram cinco condenações, mas apenas um dos envolvidos está e continuará preso.

A sentença foi proferida pelo juiz Marcelo Ivo de Oliveira, e divulgada na tarde desta quinta-feira (17) pelo TJ (Tribunal de Justiça). Os réus foram condenados pelos crimes de extorsão, exploração sexual de vulnerável, corrupção de menores e associação para o crime e tráfico de menor para fins de exploração sexual.

Alceu Bueno foi condenado a oito anos e dois meses de prisão, em regime fechado, pelos crimes de exploração sexual de vulnerável, assim como Sérgio Assis, que foi condenado a seis anos, em regime semiaberto, pelo mesmo crime.

Citado como mentor do esquema de exploração sexual e extorsão, Fabiano Vieira Otero foi condenado a 11 anos e 11 meses no regime fechado. A pena seria de 23 anos e 10 meses, mas foi diminuída mediante acordo de delação premiada. Ele foi considerado culpado pelos crimes de extorsão, exploração sexual de vulnerável, corrupção de menores, associação para o crime e tráfico de menor para fins de exploração sexual.

O empresário Luciano Roberto Pageu foi condenado a 21 anos, sete meses e 20 dias em regime fechado pelos crimes de exploração sexual de vulnerável, corrupção de menores, associação para o crime e por dois crimes de extorsão, sendo absolvido do crime de tráfico de menores para fim de exploração sexual.

Ainda segundo informa o TJ, o ex-vereador Robson Martins foi condenado por dois crimes de extorsão, tendo pena de nove anos e quatro meses de reclusão no regime fechado. Ele foi absolvido pelo crime de associação, por não haver provas para condenação

Sérgio Assis, Alceu Bueno e Robson Martins podem recorrer a sentença em liberdade, porque não estão presentes os requisitos da prisão preventiva e não criarem impedimentos para a instrução do processo. Fabiano está em prisão domiciliar, enquanto Pageu é o único preso e não terá o direito de recorrer em liberdade.

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
imagem transparente
Últimas notícias
Scroller Top
Segunda, 27 de Março de 2017
Domingo, 26 de Março de 2017
10:00
Receita do dia
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)