Cassilândia, Quarta-feira, 23 de Maio de 2018

Últimas Notícias

14/07/2005 10:05

Ex-assessor do PT preso com dinheiro é libertado

Fábio Calvetti/ABr

O ex-assessor parlamentar do PT, José Adalberto Vieira da Silva, preso na sexta-feira (8) no aeroporto de Congonhas com R$ 200 mil em dinheiro e US$ 100 mil, foi libertado na noite de ontem (13). O pedido de relaxamento de prisão foi concedido pela juíza Paula Mantovani Avelino, da 10ª Vara Criminal Federal de São Paulo. Ele deixou a superintendência da Polícia Federal em São Paulo pouco depois das 23 horas e foi direto para um apartamento no bairro de Higienópolis.

O ex-assessor pode dar uma entrevista coletiva à imprensa ainda hoje. O pedido de relaxamento de prisão não prevê que ele permaneça em São Paulo ou seja proibido de viajar ao exterior. Silva foi preso na última sexta-feira pela Polícia Federal quando tentava embarcar para Fortaleza, no Ceará, com os reais em uma mala e os dólares escondidos na cueca. Ele era assessor do deputado estadual cearense José Nobre Guimarães (PT), que é irmão do presidente afastado do PT, José Genoino.

A juíza afirmou, em sua decisão, que o dinheiro que Adalberto portava não justificava a prisão em flagrante. Segundo ela, foram apreendidos com o ex-assessor "dinheiro (nacional e estrangeiro), dois aparelhos de telefone celular, duas agendas e vários outros papéis". "A posse de tais objetos, a princípio, é lícita, de sorte que só o fato de estarem em poder de alguém não tem o condão de indicar, de forma muito provável, que a pessoa em questão tenha cometido algum crime".

Segundo a juíza, o porte de dólares não declarados é insuficiente para manter Silva preso. "Especificamente à moeda, embora possa ser utilizada para o cometimento de infrações e por vezes seja até seu corpo de delito, não existem, no caso em apreço, indícios suficientes a ensejar tal presunção, nem em relação aos crimes pelos quais o peticionário foi autuado e nem a outros eventualmente possíveis", afirma a juíza.

Na decisão também está escrito que não há provas de crime contra o sistema financeiro nacional, já que a posse de dinheiro não pode ser comparada a operação indevida e Silva tinha passagem comprada para Fortaleza, e não para o exterior.

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
imagem transparente
Últimas notícias
Scroller Top
Quarta, 23 de Maio de 2018
Terça, 22 de Maio de 2018
10:00
Receita do dia
Segunda, 21 de Maio de 2018
10:00
Receita do dia
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)