Cassilândia, Domingo, 04 de Dezembro de 2016

Últimas Notícias

08/09/2015 08:27

Evento de quem namora, mas não transa, reúne 1.9 mil pessoas e casal celebridade

Naiane Mesquita, Campo Grande News
Amanda e Leonardo Secco, no centro, se tornaram celebridades do movimento após o casamento deles se tornarem notícia nacionalmente - Foto Gerson WalberAmanda e Leonardo Secco, no centro, se tornaram celebridades do movimento após o casamento deles se tornarem notícia nacionalmente - Foto Gerson Walber

 

 

No movimento Eu Escolhi Esperar não existe meio termo: o sexo antes do casamento é proibido e tem gente que decide abolir por livre e espontânea vontade até o beijo na boca. O amor verdadeiro, para eles, seria capaz de superar esses pequenos desafios.


Ontem, cerca de 1900 pessoas participaram das 9h30 até às 17h30 de várias atividades do movimento Eu Escolhi Esperar, para fortalecer a fé de que é melhor esperar o casamento para o sexo. Foram jovens com idade a partir de 12 anos e de várias igrejas evangélicas. O Lado B chegou ao evento bem na hora do intervalo, por volta das 16h30, em que milhares de participantes procuravam um lanche ou trocavam ideia com os amigos.

No cantinho, com garrafinhas de água na mão, as amigas Luana Ximenes, 19 anos e Sabrina Angelo, 15 anos, discutiam as perguntas realizadas durante o seminário. "Antes de começar você coloca a sua dúvida em uma urna transparente e o pastor lê e fala a respeito", conta Luana.

Estudante de Biologia, a jovem nunca namorou e nem tem pressa. "Eu espero até a vontade de Deus, um namoro que seja em santidade, ou seja, sem sexo até o casamento", diz.

Evangélica e veterana no movimento, ela acredita que as desilusões amorosas tem causado muita angústia e sofrimento entre os jovens. "Você acaba se machucando por causa das ilusões. Nós procuramos um outro caminho, aqui a gente fala sobre sexo, sobre o amor, mas de uma forma saudável, baseado nos ensinamentos da bíblia", acredita.


A amiga, Sabrina, é evangélica "conheço a palavra", mas nunca tinha participado de um seminário do Eu Escolhi Esperar. "Achei interessante a forma como eles falam sobre o sexo. É melhor falar aqui do que aprender na rua", afirma.

Questiono quais são as perguntas sobre o assunto que os jovens mais fizeram. "Teve uma interessante, que perguntaram ao pastor se só fazer sexo já é considerado casamento", diz Luana. A resposta, segundo elas, é que se houve a consumação, o casamento é considerado na carne, mas não aos olhos de Deus. "Isso pela Bíblia né", confirma Sabrina.

Na onda dos namoros sem sexo, o casal Amanda da Costa Souza e Leonardo Secco, se tornaram verdadeiras "celebridades" do movimento, com direito a fila para fazer foto com dois na igreja Assembleia de Deus.

O reconhecimento surgiu após a reportagem do Lado B sobre o romance dos dois que virou casamento antes da troca do primeiro beijo, e rendeu até participação em programa da Globo, verdadeiras inspirações para quem deseja seguir o mesmo caminho.


É mais ou menos a história do casal Marcelo Nogueira, 25 anos e Mariana Rosa, 20 anos. Os dois estão juntos há 1 ano e 1 mês e juram que nunca fizeram sexo.

"Eu tive outros relacionamentos do tempo em que não era convertido. Não sou virgem, até fui noivo de outra menina nessa época. Mas, depois que conheci a palavra e resolvi seguir por esse caminho eu tomei a decisão de esperar até o casamento", acredita Marcelo.

Mariana ficou tão encantada com a atitude do namorado que de católica passou a evangélica e agora compartilha da mesma opinião do amado. "Estamos tentando aprimorar o nosso namoro a cada dia. Eu sempre fui católica, mas quando o conheci e vi o comportamento dele, isso me tocou de alguma forma", explica.

Apesar da devoção, no caso dos dois não tem sexo, mas tem beijo. "Educado, não aquela coisa violenta", frisa.
Um dos organizadores do movimento e pastor dos jovens da Assembleia de Deus Missões, Angelo Augusto, acredita que o problema dos relacionamentos atualmente é a banalização dos sentimentos.

"O exemplo da Amanda e o Leonardo inspira porque é algo diferente do que nós vemos todos os dias. Hoje, nós fizemos três palestras que prega a questão da castidade antes do casamento, a questão de um namoro aos olhos de Deus, que se faz acima da carne", frisa Angelo.

 

 

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
Últimas notícias
Scroller Top
Sábado, 03 de Dezembro de 2016
10:00
Receita do Dia
06:50
Loterias
Sexta, 02 de Dezembro de 2016
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)