Cassilândia, Domingo, 30 de Abril de 2017

Últimas Notícias

12/04/2005 15:24

Evangélicos : Contrários a pilula do dia seguinte

Dourados News

Lideranças da Aliança Evangélica do Brasil (AEVB) em Mato Grosso do Sul posicionaram-se contrários à distribuição gratuita da “pílula do dia seguinte”. A medida faz parte do Programa de Planejamento Familiar, lançado no último dia 22 de março pelo Ministério da Saúde, e prevê, além da distribuição do contraceptivo de emergência, a não-obrigatoriedade do Boletim de Ocorrência para que as vítimas de violência sexual sejam submetidas ao aborto em hospitais da rede pública.

Conforme o presidente da AEVB, pastor Edílson Vicente, a medida é imoral tendo em vista que o medicamento é considerado abortivo.

“É absurda e imoral a distribuição da pílula. Mais uma vez o governo federal tenta resolver um problema social combatendo o efeito ao invés de combater a causa. Nós, evangélicos, entendemos que esta iniciativa acaba incentivando o sexo sem responsabilidade, o que pode resultar em mais jovens e adolescentes contaminados com doenças sexualmente transmissíveis”, ponderou o pastor, acrescentando que os recursos destinados ao programa poderiam ser investidos em educação sexual.

Atualmente a pílula do dia seguinte é comercializada livremente em farmácias de todo país e custa em média R$ 20,00. Seu efeito no organismo da mulher é o de não permitir a nidação, ou seja, a fixação do feto fecundado no útero.

“O sexo é algo bendito, desde que seja dentro do casamento e debaixo da bênção do Senhor. Precisamos encontrar meios de levar a sociedade ao resgate dos valores familiares”, finalizou o pastor Edílson.

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
imagem transparente
Últimas notícias
Scroller Top
Sábado, 29 de Abril de 2017
Sexta, 28 de Abril de 2017
10:00
Receita do dia
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)