Cassilândia, Segunda-feira, 21 de Maio de 2018

Últimas Notícias

08/11/2010 08:03

Etanol aumenta e Petrobras comemora venda de gasolina

Agência Brasil/Nielmar de Oliveira

O aumento do preço do etanol nas bombas de todo o país em consequência da elevação do preço do álcool nas refinarias está beneficiando a Petrobras. Para a empresa, o aumento crescente do álcool leva os motoristas que têm carro flex fuel (bicombustível) a migrar para a gasolina.

Segundo o diretor de Refino e Abastecimento da estatal, Paulo Roberto Costa, o consumo de gasolina deverá crescer este ano, em média, cerca de 15%, volume bem superior aos 7% previstos para a expansão do Produto Interno Bruto (PIB).

Costa informou que mesmo o consumo de diesel encontra-se 10%, em média, acima da expansão do ano passado, influenciado pela crise financeira internacional.

“O crescimento dos principais derivados acima do PIB está sendo excepcional. Em geral, o combustível tem uma elasticidade menor em relação ao PIB e o seu crescimento é ligeiramente inferior ao do Produto Interno Bruto. Este ano, por uma série de características de nossa economia, a elasticidade está sendo, em média, maior do que o normal e, em alguns casos, se o PIB crescer 7% como está previsto, alguns combustíveis vão chegar a crescer 14%”.

Para Costa, está sendo um ano excepcional do ponto de vista do consumo. Segundo ele, o maior crescimento é da gasolina e do querosene de aviação (QAV).

“No caso da gasolina, houve crescimento expressivo no primeiro semestre do ano e agora também no segundo. O alto preço que vem sendo cobrado pelo álcool torna a gasolina mais atrativa para o consumidor, que agora pode optar em função do carro flex. E, no caso do QAV, vocês estão vendo os aeroportos lotados e o consequente aumento do número de vôos”, afirmou.

No primeiro semestre do ano, as vendas de combustíveis pelas distribuidoras, segundo dados da ANP, cresceram 9,1%, atingindo 56,145 bilhões de litros. Os dados da própria agência indicam uma queda de 15% nas vendas de etanol hidratado, após quatro anos consecutivos de alta, o que ocorre em razão dos altos preços praticados para o etanol, principalmente no início do ano.

Isso levou a que, ainda com base em dados da ANP, as vendas de gasolina chegassem a crescer 20,3%. Esse crescimento acima da expectativa fez com que a Petrobras tivesse que importar gasolina no primeiro semestre para suprir a demanda interna. O mercado de QAV teve alta de 14,9%.

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
imagem transparente
Últimas notícias
Scroller Top
Segunda, 21 de Maio de 2018
10:00
Receita do dia
Domingo, 20 de Maio de 2018
15:18
Cassilândia/Itajá
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)