Cassilândia, Domingo, 11 de Dezembro de 2016

Últimas Notícias

05/03/2006 16:42

Estudantes criam movimento para garantir direito à cópia

Flávia Albuquerque/ABr

Estudantes de universidades públicas e privadas lançaram um movimento pelo direito de copiar livros nas bibliotecas universitárias. Na Universidade de São Paulo (USP), o movimento Copiar Livro É Direito foi apresentado em oficinas e palestras sobre direitos autorais durante a recepção aos novos alunos. O objetivo é fazer com que as universidades apóiem os estudantes e encabecem a briga institucional pela permissão de que as obras sejam copiadas dentro das universidades.

A polêmica sobre as cópias começou quando a Associação Brasileira de Direitos Reprográficos (ABDR) começou a fiscalizar e impedir que as universidades copiassem livros, segundo Ivan Tamaki Monteiro de Castro, diretor do Diretório Central dos Estudantes (DCE Livre) da USP. Os estudantes propuseram às universidades que, com base em sua autonomia universitária, regulamentassem as cópias dentro das instituições.

"Na USP, isso já está resolvido desde o ano passado. A resolução determina a permissão de cópias de obras nacionais com mais de 10 anos sem reedição, estrangeiras sem edição nacional, obras de domínio público, capítulos de obras e periódicos, já que se o aluno copiar só 10% desses textos pode ficar sem o resto", afirmou Castro. Ele informou que estudantes de outras universidades como Mackenzie, PUC-SP, Fundação Getúlio Vargas, entre outras, ainda não tem o apoio da faculdade.

Na avaliação do diretor do DCE Livre da Universidade de São Paulo, a ABDR está mais preocupada com o direito editorial do que com o direito autoral. "A maneira como eles vêem a lei inviabiliza a difusão do conhecimento e do estudo dentro da universidade". De acordo com ele cada curso tem sua bibliografia, mas não é o caso de a biblioteca ter muitos exemplares do mesmo livro. "O estado tem que promover maneiras de o estudante se manter na faculdade. O xerox faz o papel da difusão do conhecimento".

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
Últimas notícias
Scroller Top
Domingo, 11 de Dezembro de 2016
06:04
Fotogaleria
Sábado, 10 de Dezembro de 2016
10:00
Receita do dia
Sexta, 09 de Dezembro de 2016
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)