Cassilândia, Sábado, 16 de Dezembro de 2017

Últimas Notícias

07/06/2004 14:39

Estratégia de frigorífico desvaloriza arroba

Fernanda Mathias / Campo Grande News

Uma estratégia que estaria sendo usada pelo setor frigorífico seria responsável pela depreciação do valor da arroba bovina em Mato Grosso do Sul, segundo denúncia do diretor-secretário da Famasul (Federação da Agricultura de Mato Grosso do Sul), Ademar Silva Júnior.
Segundo ele, as indústrias, se aproveitando da exigência de rastreabilidade, estão nivelando o valor da arroba por baixo, ao invés de conceder bônus aos que estão com animais incluídos no Sisbov (Sistema de Identificação de Origem Bovina e Bubalina) . “É uma estratégia perniciosa. Pela arroba do boi gordo não rastreado estão pagando de R$ 56,00 a R$ 57,00 e para o rastreado de R$ 60,00 a R$ 61,00, quando o mercado deveria estar nesta faixa (de R$ 61)”, reclama Ademar. Segundo ele só 10% do rebanho Estadual é rastreado, atendendo ao mercado europeu, e a manobra dos frigoríficos estaria então prejudicando a maioria dos criadores.
Especialmente os dos 14 municípios peri-pantaneiros, impedidos de exportar, onde nem animais rastreados conseguem atingir a cotação de R$ 60,00. Ademar afirma que a classe política deveria intervir para sensibilizar o Mapa (Ministério de Agricultura, Abastecimento e Pecuária) para a questão e defende intervenção do governo paraevitar o lucro abusivo nessa relação, em detrimento do setor produtivo, que arca com a maior parte dos custos, passando o maior tempo com o animal até que seja finalizado.

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
imagem transparente
Últimas notícias
Scroller Top
Sábado, 16 de Dezembro de 2017
Sexta, 15 de Dezembro de 2017
10:00
Receita do dia
Quinta, 14 de Dezembro de 2017
21:14
Loteria
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)