Cassilândia, Domingo, 17 de Dezembro de 2017

Últimas Notícias

26/08/2007 07:16

Estratégia contra a febre aftosa será debatida em BA

Tatiana Matos/ABr

Brasília - Estratégia para erradicar a febre aftosa na América do Sul será tema de debate do encontro organizado pela Organização das Nações Unidas para a Agricultura e Alimentação (FAO) e Organização Mundial para a Saúde Animal (OIE) a partir da próxima terça-feira (28) em Buenos Aires. O encontro vai até sexta-feira (31).

De acordo com a assessoria da FAO, a estratégia se baseia em oito linhas de ação como melhorar os sistemas de prevenção, fortalecer os sistemas nacionais de informação e a rede de laboratórios de diagnóstico da doença.

Participarão do encontro os organismos internacionais membros do Programa Mundial da FAO/OIE para o Controle Progressivo das Enfermidades Transfronteiriças (FG-TADs) e organismos dos países da região.

O Conselho Nacional dos Secretários de Agricultura (Conseagri) defendeu em reunião realizada no dia 17 a integração e cooperação entre os órgãos governamentais como mais uma arma para enfrentar os problemas sanitários de rebanhos e lavouras brasileiros. O tema foi discutido por 21 secretários estaduais de agricultura, na reunião que elegeu o representante de Minas Gerais, Gilman Rodrigues, presidente do conselho.

“O Conselho não tem nenhuma aptidão de discordar ou apenas ficar contra, mas no sentido de colaborar para trazer um atendimento mais dinâmico às demandas que o setor tem. Nós precisamos ter uma leitura mais rápida dos problemas que gere uma solução também mais rápida e dinâmica”, defendeu Rodrigues.

O secretário de Defesa Agropecuária do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, Inácio Kroetz, participou como convidado da reunião. Ele disse que a integração dos estados, ministério e produtores é importante para solucionar os problemas e melhorar o desempenho do setor.

“Que nós possamos ter uma estrutura capaz de mitigar o risco de quando uma doença acontecer, ela seja rapidamente identificada, diagnosticada e erradicada, para que não possa fazer tantos prejuízos quanto tem causado até agora”, disse.


Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
imagem transparente
Últimas notícias
Scroller Top
Sábado, 16 de Dezembro de 2017
Sexta, 15 de Dezembro de 2017
10:00
Receita do dia
Quinta, 14 de Dezembro de 2017
21:14
Loteria
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)