Cassilândia, Quarta-feira, 28 de Junho de 2017

Últimas Notícias

23/01/2004 14:29

Estocagem do leite não deve ocorrer em MS

Adriana Molina

A primeira medida para amenizar os efeitos da crise de Parmalat no Brasil foi a liberação de R$200 milhões em empréstimos do Governo Federal para a estocagem de leite e derivados. Em Mato Grosso do Sul, a crise já chegou a afetar fornecedores da região de Cassilândia.

Para Ademar da Silva Júnior, diretor secretário da Federação de Agricultura e Pecuária de Mato Grosso do Sul (FAMASUL), a ajuda do Governo deve ser positiva e eficaz em dois pontos: o primeiro é no preço do leite, que segundo ele hoje está baixo mais devido a especulação industrial do que por influência direta da crise. O segundo ponto seria o abastecimento do produto para o período de seca, onde a produção é menor. "Com o crédito é possível enxugar o produto do mercado agora, para que no período de entressafra se tenha leite e derivados", explica.

Ademar também acredita que a estocagem não ocorra em Mato Grosso do Sul devido a falta de estrutura, "não há nenhuma indústria de porte que possa fazer a estocagem e nem local para a armazenagem", foi o que disse o diretor que também acredita que além de exportar o leite, Estado deva investir na produção de derivados, como o queijo.

Hoje, Mato Grosso do Sul está dividido em oito bacias produtoras, Campo grande é a segunda maior com uma produção média de 74 milhões de litros por mês, perdendo apenas para a Bacia do Bolsão, que produz aproximadamente 99 milhões. O rebanho leiteiro do estado é de 442 mil cabeças, produzindo uma média de 427 milhões de litros por mês.

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
imagem transparente
Últimas notícias
Scroller Top
Terça, 27 de Junho de 2017
Segunda, 26 de Junho de 2017
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)