Cassilândia, Quarta-feira, 13 de Dezembro de 2017

Últimas Notícias

15/08/2005 14:42

Estágio: Oportunidade de trabalho para estudantes

Fabiane Sato

Já era a idéia de que estagiário é mão de obra barata. Empresas sérias pensam há algum tempo nesses estudantes como jovens talentos. Tanto é assim, que não economizam na hora de selecionar os acadêmicos para ocupar uma vaga em sua empresa. Para os estudantes, a melhor maneira de colocar em prática a teoria da faculdade, a chance de poder errar sem maiores responsabilidade e mais: a possibilidade de garantir uma vaga, depois de sua formação, no concorrido mercado de trabalho.

Em Mato Grosso do Sul, conforme os dados do CIEE (Centro de Integração Empresa Escola), todos os anos 67% dos estudantes são contratados pelas empresas que prestaram estágio. “Esse número seria maior, se os órgãos públicos também tivessem autonomia para contratar seus estagiários”, comenta a supervisora de Relações Externas do CIEE, Edna Contelli.

Conforme a supervisora, são de 170 a 200 vagas abertas por mês, a maioria para estudantes de administração de empresas que podem ganhar até R$ 1.500,00 por mês. “A carga horário varia de quatro a oito horas, dependendo da exigência da empresa”, comenta Edna.

EMPRESAS

Na Brasil Telecom, em Mato Grosso do Sul, dos 60 estagiários que passaram nos últimos três anos pela empresa, 33% deles foi contratado. A gerente de Recursos Humanos da empresa, Neide Francisco Machado, afirma que a empresa nunca viu o estudante como mão-de-obra barata. “A empresa investe para a seleção desses colaboradores e a bolsa que pagamos mensalmente não é baixa e há chance de recolocação para eles dentro da empresa”, explica a gerente.

Neide Machado comenta também, que nem sempre, no momento do término do período de estágio há oportunidade de colocação profissional para os estudantes recém formados. No entanto, seus currículos ficam no banco da empresa e, como já passaram pela empresa, no processo de seleção, são preferidos entre os demais candidatos.

Segundo ela, os estagiários trazem mais criatividade ao trabalho da empresa. “Como são estudantes ainda podem errar e isso faz com que não tenham medo de dar idéias e trazer propostas criativas para processos que estão emperrados dentro da empresa”, conta.

Já no Sebrae/MS (Serviço de Apoio às Micro e Pequenas Empresas de Mato Grosso do Sul), apesar dos estagiários não terem possibilidade de contratação, mais de 50% dos estagiários que passam pela empresa são contratados em outros órgãos.

“Antes, os estagiários tinham chance de trabalhar na empresa, agora eles participam da seleção junto com os demais candidatos”, explica a consultora do Sebrae/MS, Janister Adriana Seixas de Mello.

Para a vaga, o estudante passa por um processo seletivo que vai desde a avaliação do currículo até uma avaliação psicológica. “O processo não é barato, porque queremos estudantes que tenham aptidão para a vaga que vamos abrir”, diz.

ESTAGIÁRIOS

Thiago Serpa, estudante de jornalismo do quarto ano da Uniderp (Universidade para o Desenvolvimento da Região do Pantanal), faz dois estágios, um no CREA/MS (Conselho Regional de Engenharia, Arquitetura e Agronomia de Mato Grosso do Sul) e outro no Sebrae/MS.

No Sebrae, ele foi selecionado entre dez participantes, no CREA, a oportunidade apareceu quando deixou o último trabalho. “Espero ser contratado por qualquer uma das empresas, mas faço estágio porque acredito que é fundamental para o aprendizado da profissão”, comenta.

Além da chance de contratação e de conhecimento prático da área, Thiago vê no estágio uma forma de conhecer outros contatos profissionais.

Ja estudante de publicidade, da UCDB (Universidade Católica Dom Bosco), Beatriz Nantes, concorreu com 20 estudantes para conseguir a vaga na área de Relações com a Mídia da Brasil Telecom, na filial de Mato Grosso do Sul. Além da avaliação psicológica, exames de português e específicos da área também foram feitos com os estudantes.

“Tenho esperança de ser contratada pela empresa”, comenta a estudante de publicidade, que está no sexto semestre da faculdade e vislumbra uma vaga na empresa em Florianópolis (SC). Para Beatriz Nantes, o estágio é a oportunidade de conhecer a realidade do mercado e também aprender.

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
imagem transparente
Últimas notícias
Scroller Top
Quarta, 13 de Dezembro de 2017
Terça, 12 de Dezembro de 2017
20:48
Loteria
Segunda, 11 de Dezembro de 2017
20:42
Loteria
10:00
Receita do dia
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)