Cassilândia, Quarta-feira, 08 de Abril de 2020

Últimas Notícias

20/03/2020 06:30

Estados pedem ajuda financeira da União para enfrentar coronavírus

Agência Brasil

Os governadores de todo o país assinaram uma carta endereçada ao governo federal, pedindo ajuda emergencial para estados e Distrito Federal enfrentarem a crise provocada pela epidemia do novo coronavírus. O principal pedido é de aporte financeiro para arcar com as despesas crescentes na saúde pública e com a queda de arrecadação.

Como exemplos de gastos necessários que demandam apoio financeiro, carta cita a aquisição de kits de teste para coronavírus e a criação de novos leitos.

Dentre os pedidos, está o repasse de R$ 4,50 per capita para financiar ações na saúde pública. Os governadores também pedem a suspensão, por 12 meses, do pagamento da dívida dos estados com a União e bancos públicos, além da disponibilização de linhas de crédito do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES).

Além desse valor, os estados querem “viabilização emergencial e substancial de recursos livres […], visando reforçar a capacidade financeira”. Eles justificam o pedido com as iminentes perdas de arrecadação e com o apoio que deverá ser dado a empresas e indivíduos.

Renda básica da cidadania
Além disso, os governadores pedem a aplicação da Lei 10.835, assinada em janeiro de 2004. Essa lei institui a renda básica da cidadania e prevê o pagamento mensal de um valor suficiente para atender despesas mínimas de alimentação educação e saúde.

Esse pagamento, segundo a lei, deve ser feito a todos os brasileiros residentes no país e estrangeiros residentes há pelo menos cinco anos no Brasil, não importando sua condição socioeconômica. As camadas mais pobres, no entanto, devem ser priorizadas, segundo a lei. O texto também diz que o pagamento do benefício deve considerar o grau de desenvolvimento do país e as possibilidades orçamentárias.

Congresso
Os governadores também pediram a aprovação do Projeto de Lei conhecido como Plano Mansueto. A proposta, que deve ser aprovada pelo Congresso Nacional, prevê a concessão de empréstimos com garantia da União para estados com dificuldades financeiras. Em troca, o governos locais terão de entregar um plano de ajuste ao Tesouro Nacional, que prevê o aumento da poupança corrente ano a ano. O Ministério da Economia acompanhará as medidas de ajuste fiscal dos estados.

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
imagem transparente
Últimas notícias
Scroller Top
Quarta, 08 de Abril de 2020
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)