Cassilândia, Terça-feira, 17 de Outubro de 2017

Últimas Notícias

11/12/2006 18:08

Estado ainda é dono do segundo maior rebanho do Brasil

Humberto Marques/Campo Grande News

Com a redução de 211.274 cabeças de gado, Mato Grosso do Sul perdeu representatividade no total do rebanho bovino brasileiro, segundo pesquisa da Produção da Pecuária Municipal 2.005, divulgada hoje pelo IBGE. O total de animais a menos representa uma redução de 0,9% no tamanho do rebanho estadual, que hoje possui 11,8% do total nacional. Em 2.004, o Estado contribuía com 12,1% do total de cabeças de gado do País. Apesar da redução, cinco dos maiores municípios produtores da pecuária brasileira estão em Mato Grosso do Sul, sendo Corumbá o primeiro colocado no ranking do instituto.

A pesquisa divulgada hoje indica que Mato Grosso do Sul possuía, em 2005, 24.504.098 cabeças de gado, o segundo maior rebanho do Brasil. No ano anterior, o número de cabeças de gado no Estado era de 24.715.372 animais. A diferença, superior a 200 mil bovinos, é superior ao dobro do rebanho do Amapá – de 96.599 animais. O Estado de Mato Grosso continua sendo o maior criador de gado do Brasil, com 26.651.500 cabeças (12,9% do rebanho brasileiro), apontando crescimento em relação à pesquisa anterior – quando constatou-se que o vizinho do norte possuía 25.918.998 animais.

O rebanho brasileiro, segundo o IBGE, chegou no ano passado a 207.156.696 cabeças de gado, aumento de 1,3% em relação a 2.004 (quando a bovinocultura brasileira somava 204,5 milhões de animais). O resultado seria a confirmação de que a atividade reduziu sua marcha de crescimento, identificada principalmente entre os anos de 2.000 e 2.003. A explicação é que muitos produtores migraram para a agricultura, reduzindo o espaço dedicado à pecuária. Ainda assim, o Brasil continua sendo o maior produtor de bovinos do mundo, à frente da Índia e da China, segundo dados da Organização Mundial de Combate à Fome.

O Centro-Oeste brasileiro continua a ser responsável pela maior parte da produção nacional: mais de um terço da pecuária brasileira, ou 71,9 milhões de animais, está concentrado em Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Goiás e no Distrito Federal (em escala muito inferior, já que o rebanho brasiliense é pouco superior a 100 mil cabeças). A região Norte, com 41,4 milhões de bovinos, é a segunda para a atividade, concentrada principalmente no Pará. A presença de focos de febre aftosa, identificados em Mato Grosso do Sul e no Paraná em setembro de 2.005, não influenciou significativamente os resultados da pesquisa.

Municípios – A importância do Centro-Oeste para a atividade pode ser verificada na lista dos dez municípios de maior rebanho no País. Oito estão na região, sendo que cinco estão em Mato Grosso do Sul. Corumbá lidera a tabela, com 1.957.141 animais (mais do que existe em todo o Pernambuco, 18º Estado na produção nacional). A cidade de São Félix do Xingu/PA ocupa o segundo lugar, com 1,58 milhão de animais. Ribas do Rio Pardo possui o terceiro maior rebanho nacional, com 1.340.646 cabeças de gado.

Cáceres/MT aparece em quarto lugar, com 995 mil bovinos; seguido de Três Lagoas, onde foram contabilizadas em 2.005 um total de 938.008 animais. Aquidauana é o oitavo município brasileiro no número absoluto de animais, com 807.116 cabeças de gado; e Água Clara aparece em nono lugar, com um rebanho de 803.606 bovinos.

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
imagem transparente
Últimas notícias
Scroller Top
Terça, 17 de Outubro de 2017
Segunda, 16 de Outubro de 2017
10:00
Receita do dia
Domingo, 15 de Outubro de 2017
10:00
Receita do dia
Sábado, 14 de Outubro de 2017
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)